PONTO & VÍRGULA – Vieirinha

O eleitor tem mesmo memória curta!

Política é a produção do bem comum, como também é objeto do exercício no poder.

Você conheceu alguém e logo depois esquece o nome dela? Já deparou quando vamos as compras sempre deixa de comprar alguma coisa porque não lembra, e, quando acontece bem no meio de uma conversa, para e se pergunta sobre o que é que estava falando mesmo? Realmente não lembrar em quem votou na ultima eleição para deputado federal e estadual ou será porque foi uma indicação de um tio? Quem nunca ouviu esta frase?

O professor de ciências políticas da Universidade de São Paulo (USP) Wagner Pralon Mancuso afirma que o sistema político brasileiro contribui para o esquecimento. “São muitos candidatos e as campanhas são bastante individualizadas”, reforça ainda que essa falha de memória política é danosa, ainda mais numa sociedade marcada pela tradição de cobrar pouco. “Ao não lembrar em quem votaram, pessoas tem também mais dificuldade de cobrar, e, com isso, ainda menos gente acompanha os representantes”.

Voltando para o centro Geodésico do Brasil, sabemos que os governos que passaram com frases marcantes de suas campanhas, ainda não esquecida. Será porque isso é diferente? Mas lembrar em quem votou é tarefa difícil, evitar lembrar faz bem para não aumentar o ódio; Não é surpresa, isso, já faz um tempão meu irmão o quanto mais perto de você, porém, essas mudanças giram em torno de uma cultura. É só o resultado das urnas apontar o vencedor que pedidos de cassação começam a tramitar.

Aparentemente a terceira via que surge liderada pelo prefeito da Capital, alguns argumentam que não passa de um jogo, na melhor das hipóteses é prematuro ignorar este movimento. Na realidade o que se espera é mudança, levando em conta a velocidade dos App Store, que alcança a população atenta as informações minuto a minuto. Digamos que você é um escravo do sistema que consegue mal custear o básico da sobrevivência da família e ainda pagar impostos, taxas, mais taxas e quando recorre ao sistema de saúde o que encontra são longas filas de espera e você olha para suas cicatrizes e se incomoda com a dor.  Entra governo, sai governo e a situação continua a mesma; a mídia denuncia e ela mesma cobra depois dos partidos para cuidar do seu ódio, e na próxima eleição estamos juntos acompanhando os políticos que melhor desenvolve uma estratégia de como escravizar de novo no futuro. “Os fins justificam os meios” E tenho dito.

Entre Linhas!

Vereador Filipe Fernandes (PSDC) – Foto: Divulgação

O vereador Filipe Fernandes(PSDC) apresentou 160 requerimentos encaminhados para aprovação na casa de leis da Capital.

O secretário de Educação, Danilo de Melo, feliz pelos  recursos a serem  investidos na Escola de Tempo Integral Agrotins,  Professor Fidêncio Bôgo, no assentamento Marmelada.

Vereador Tiago Andrino (PSB)

Não é marmelada! Tiago Andrino (PSB), garantiu que a data-base está prevista em Medida Provisória e ela destina 6,54% de reposição da inflação para todos os servidores.

O vereador Rogério Freitas (PMDB) foi designado para  relatar o projeto de lei que dispõe sobre  alteração do Código Tributário Municipal.

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB) pode ser o primeiro político no Brasil a ter o mandato cassado duas vezes no mesmo cargo.

Vereador Lúcio Campelo (PR)

Vereador Lúcio Campelo (PR) afirmou que os governistas estão aguardando os cargos para votarem o orçamento e destacou que a discussão sobre revisão de planta de valores seja ampliada

O vice-presidente da Câmara de Palmas o vereador Léo Barbosa, quer saber o porquê as ambulâncias estarem fora de circulação, há pelo menos duas sem atender a população.

Partidos de olho na janela que permite a mudança sem perda de mandato. Ou seja, no caso dos deputados federais e estaduais entre 7 de março e 7 de abril de 2018.

Francisco Vieira – Vieirinha é publicitário e estudante de jornalismo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.