ATUALIZADO: SÁBADO, 18 FEVEREIRO DE 2017 AS 1:19

Dyan comes home from Robert Fuqua on Vimeo.

O vídeo de um refugiado sudanês reencontrando sua família em um aeroporto do Texas (EUA) está emocionando muitos internautas e já foi visto por mais 1 milhão de pessoas.

A história começou em 2012, quando uma mulher sudanesa apareceu chegou ao aeroporto da cidade de Forth Worth (Texas, EUA), grávida e com seus dois filhos pequenos. O marido dela não conseguiu fazer a viagem, porque foi impedido de sair do campo de refugiados onde estava, após o casal havia perdido seus papéis matrimoniais enquanto fugia da guerra.

O casal tinha que encontrar uma maneira de provar que eles eram casados ​​e que aquelas crianças eram realmente os filhos dele. Após sua esposa conseguir embarcar com os filhos para os Estados Unidos, o homem chamado Dyan, temia nunca mais ver sua família novamente.

Após quatro longos anos, Dyan finalmente resolveu o problema e foi autorizado a viajar para os Estados Unidos e rever sua esposa e filhos – incluindo o bebê que ainda não tinha nascido quando a família foi separada. Agora o caçula está com três anos de idade.

No vídeo, o editor das imagens, Robert Fuqua, compartilhou algumas informações que ajudam a entender melhor a história. Segundo ele, sua igreja se comoveu com a situação da esposa de Dyan e se mobilizou para a ajudar a família a se reencontrar.

“Este vídeo representa o próximo capítulo da história de quase quatro anos do ministério da nossa igreja para os refugiados em um complexo da região norte de Fort Worth. Um ministério que começou com duas de nossas esposas mais velhas, Mary Claire e Molly, que acompanham a mulher sudanesa neste vídeo”, contou.

“Agora temos mais de cem voluntários servindo aos refugiados em nossa região. Centenas de outras pessoas participam anualmente, recolhendo doações de casacos, mochilas e muitas oportunidades surgem ao longo do ano para nos envolvermos com essas famílias em jantares e outros encontros”, acrescentou.

Robert destacou que o vídeo representa uma prova do que a Igreja pode fazer, apoiando aqueles que necessitam de ajuda e demonstrando o amor de Cristo desta forma.

“Para mim, este vídeo é um testemunho do que pode acontecer quando o povo de Deus responde em obediência simples e sacrificial ao chamado de Deus à Igreja, Sua Noiva, para envolver e abraçar pessoas de todas as línguas e tribos”, disse.

Detalhes
Fuqua chamou a atenção para alguns detalhes no vídeo, que talvez passem despercebidos para algumas pessoas, mas que para ele foram tocantes.

“Há detalhes neste vídeo que talvez a maioria das pessoas não, perceba, mas isso para mim sinaliza a ‘impressão digital de Deus”, afirmou. “Um deles [aos 2 minutos e 33 segundos] é a exibição de um anúncio acima da esteira de bagagens, ao fundo da imagem, quando Dyan abraça sua esposa pela primeira vez em quatro anos”.

“Embora muitos anúncios tenha aparecido naquele monitor, naquele momento o anúncio dizia: ‘onde os sonhos tomam seu curso”, disse.

Falando sobre outro detalhe emocionante no vídeo, Robert destacou a cena na qual Dyan não resiste à emoção e cai de joelhos no chão do aeroporto para agradecer por aquele reencontro.

“Outro momento especial para mim foi quando Dyan caiu para o chão sobrecarregado em gratidão para com Deus, e minha câmera inadvertidamente tornou-se o ponto de vista de seus três filhos. Ao fundo desta cena, você pode ver os maridos de Mary Claire e de Molly, com seus quatro filhos, amigos americanos dos filhos de Dyan, maravilhados diante do milagre pelo qual eles mesmos oraram durante quatro anos”, finalizou. Com informações Guiame

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.