Da Redação JM Notícia

Pastor Marcos Orelo, presidente da Assembleia de Deus Madureira de Colinas do Tocantins – Foto: Reprodução

Depois de seis dias desaparecido o jovem pastor Walyson de Sousa (24) da Assembleia de Deus Madureira de Colinas -TO foi reintegrado ao seio familiar neste domingo, 19. Ele se encontra em Araguatins -TO e o seu desaparecimento se tornou viral nas redes sociais em vários estados, depois de sair de casa na última segunda-feira, 13, para pagar ferragens da igreja.

De acordo com o pastor presidente da Assembleia de Deus Madureira de Colinas do Tocantins, Marcos Orelo, em entrevista ao site gospel JM Notícia, o pastor Walyson de Sousa “sofreu um surto psicótico, comprou passagem de ônibus e foi parar em Belém – Pará”.

Nas rede sociais, chegou-se a falar em possível sequestro do pastor Walyson, já que ele teria saído com recursos da igreja para efetuar o pagamento das ferragens, no entanto, foi negado veementemente pelo pastor Marcos Orelo:

“Não houve sequestro não, ele também não fugiu com dinheiro de igreja, não houve nada disso. O que aconteceu com o pastor Walyson foi que ele surtou, ele teve um surto, pegou um ônibus e foi parar no Belém. Então, quando ele fez contato, ele fez contato lá da rodoviária de Belém  do Pará”, disse pastor Marcos Orelo, líder da AD Madureira em Colinas -TO.

Igreja em Colinas do Tocantins, pastoreada pelo pastor Walyson de Sousa -Foto: Divulgação

ESTADO DE SAÚDE 

Para o pastor Orelo que acompanhou bem de perto a situação do pastor Walyson, ele chegou em um estado bem crítico, após passar esses dias praticamente sem comer, sem trocar de roupa e tomar banho e não soube ainda explicar o motivo do que teria levado o pastor a sofrer o surto: 

“Ele ficou esses dias praticamente sem comer, sem tomar banho, sem trocar de roupa… agora por que ele surtou é que está o ponto de interrogação né! é preciso de um acompanhamento de um psicólogo”… “Por que ele surtou, agente não sabe”, disse Orelo.

Áudio  – Pastor Marcos Orelo ao JM Notícia

Ainda de acordo com o pastor Orelo, Walyson irá ficar afastado temporariamente das funções de pastor até analisar se ele tem condições de assumir ou não o trabalho como pastor dirigente.

O JM Notícia entrou com contato com a Polícia Civil da cidade de Colinas -TO que está investigando o caso, no entanto, o expediente somente incia a partir das 12:30h.

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.
  • SAMARA

    José Maximiniano, vou postar aqui que muito provável você foi um usuário de droga, um ladrão de ponta de esquina.é muito provável que vc tenha esse currículo.
    Você pensa esse absurdo sobre a vida desse jovem e simplesmente joga em rede SOCIAL.?!
    Que tipo de pessoa é VOCÊ??
    Jovem ou velho pode sim ter um surto, pode sim passar por momentos difícil, você não sabe e ninguém sabe o que esse jovem estava passando, as lutas que ele vinha enfrentando.
    Então não venha publicar baboseira não. Analise suas palavras pois esse comentário pode causar um mal IRREPARÁVEL
    na vida desse Jovem, que Mesmo MUITO JOVEM se PRONTIFICOU A FAZER A OBRA DO SENHOR, COISA QUE MUITOS NÃO TEM A MESMA CORAGEM