Da Redação JM Notícia – Dermival Pereira

Proposta por Barbosa, Comissão Especial é aprovada para acompanhar execução das obras do programa de Readequação Urbana

A Câmara de Palmas, aprovou nesta terça-feira, 07, requerimento do vice-presidente da Câmara, vereador Léo Barbosa (SD), que pede a criação de uma Comissão Especial de acompanhamento e fiscalização do programa de Readequação Urbana, Palmas para o Futuro e da execução do Programa Palmas Sustentável, oriundos de empréstimo no valor de US$ 60 milhões de dólares, que serão contraídos pela prefeitura da Capital junto a instituição de crédito, Banco Internacional de Fomento (BID). O Empréstimo já foi aprovado pela Câmara de Vereadores da Capital, logo nas primeiras sessões deste ano.

De acordo com o parlamentar, a meta é acompanhar os investimentos a serem feitos no município. “Logo nas primeiras sessões, a Câmara aprovou um orçamento superior a US$ 60 milhões de dólares, algo em torno de R$ 190 milhões de reais para obras de infraestrutura e de mobilidade urbana na cidade, como asfalto e saneamento, e compreendendo a importância dessas obras foi que eu decidir propor a criação dessa comissão para que a gente possa verificar o andamento das obras e a aplicação desses recursos, dando mais transparência a aplicação desses recursos para a sociedade”, disse.

Barbosa ressaltou também que “essa é uma maneira que a Câmara vai encontrar de está mais presente na aplicação do dinheiro publico e o colegiado compreendeu como importante termos as atribuições como vereador, mas participar também de audiências públicas, das reuniões com as construtoras, tudo isso faz parte, isso fará com que estejamos ainda mais presentes em todo o processo desde a liberação dos recursos até a finalização das obras.

De acordo com a Prefeitura de Palmas, o financiamento é destinado à execução do Programa de Requalificação Urbana  – Palmas para o Futuro, oriundos de diagnósticos, de projetos de infraestrutura  e de estudos técnicos da secretaria Municipal de Infraestrutura e da secretaria de Finanças.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.