Da Redação JM Notícia

Lélis reage a acusações de Raul contra Cláudia e fala em covardia: “ele se baseou em práticas que são comuns a ele”
Lélis reage a acusações de Raul contra Cláudia e fala em covardia: “ele se baseou em práticas que são comuns a ele”

O presidente Estadual do Partido Verde (PV) e ex-deputado, Marcelo Lélis, reagiu às críticas do ex-prefeito de Palmas, Raul Filho (PR), direcionadas à vice-governadora e candidata derrotada nas últimas eleições em Palmas, Cláudia Lélis (PV), nas quais ele acusa a Pevista de fazer uma “possível” união com o prefeito reeleito da Capital, Carlos Amastha (PSB), para lhe derrotar no pleito eleitoral.

Em resposta a Raul, Lélis disse em entrevista ao JM Notícia que achou muito estranho o comportamento dele, “achei desnecessário partir para o ataque como ele partiu, acho é que o Raul devia fazer uma autoavaliação de como ele se comportou nessa eleição, acho que encontrar desculpas para a derrota é algo equivocado, na vida e na política, pois o que eu li na entrevista ficou claro que ele está em busca de desculpas”, rebateu Lélis.

Eleitores induzidos
Na opinião de Lélis, Raul perdeu a eleição pelos erros que ele cometeu e falou em irresponsabilidade:

“Raul perdeu a eleição pelos erros que ele cometeu. Uma pessoa agir com o nível de irresponsabilidade que ele agiu; ele induziu mais de 30% do eleitorado de Palmas ao voto nulo, ele teve que marcar o seu voto para o último minuto com a imprensa e deixou toda a imprensa esperando no final da tarde porque ele não podia votar nele próprio, não podia exercer o direito do voto, e ele sabia disso, tanto é que ele marcou para o final da tarde porque se marcasse para o período da manhã, a imprensa iria e aí aparecer no meio do dia da votação matéria dizendo que ele não podia votar nele próprio”, criticou.

Avaliando os erros

Para o presidente do PV, Marcelo Lelis, Raul devia avaliar os erros que ele cometeu. Disse ainda que ele sabia que sua candidatura era frágil, afirmou que é uma covardia da parte do ex-prefeito Raul Filho acusar Cláudia Lelis de se aliar nas eleições de 2016.

“Então, na minha visão ele devia avaliar os erros que ele cometeu, pois ele sabia da insegurança jurídica que ele tinha em cima dele, ele sabia que estava amparado em uma Liminar extremamente frágil e que ela podia cair a qualquer momento, como de fato ela caiu, e no momento que a Liminar caiu ele se manteve ainda mais irresponsavelmente na eleição induzindo mais de 30% dos eleitores de Palmas ao erro.

Covardia

Segundo Lélis, “se teve alguém culpado pela derrota dele, foi exatamente ele. Eu acho uma covardia da parte dele, fazer acusações desse nível sobre uma candidata extremamente séria, que fez uma campanha e se apresentou como alternativa aos dois postulantes que já tinham tido a oportunidade deles, tanto o Raul quanto o Amastha. Ela fez críticas aos dois, o tempo inteiro durante a eleição, então eu acho que é um ato covarde dele, fazer acusações desse nível em um momento desses, covarde e desnecessário, no meu ponto de vista.

Também sobre o possível “alinhamento” entre Cláudia e Amastha, citado por Raul, Lélis disse que “isso só pode ter acontecido dentro de uma imaginação dele, em busca de encontrar desculpas para sua derrota, porque o eleitor de Palmas que acompanhou e assistiu, viu a Cláudia se posicionar firmemente como uma pessoa que estava propondo uma alternativa ao Raul e ao Amastha, e em momento algum, se você assistiu os programas eleitorais, você vai ver que a Cláudia foi extremamente clara nas suas críticas aos dois! Eu acho que essas respostas só ele vai encontrar fazendo uma autoavaliação dos erros que ele cometeu durante toda a campanha”, avaliou.

Eleições de 2012
Lélis finalizou a entrevista ao JM Notícia dizendo que Raul fez esse raciocínio com base nas práticas que ele cometeu nas eleições de 2012:

Cláudia Lelis (PV), vice-governadora e ex-candidata à Prefeitura de Palmas

“Ele fez exatamente isso, quando ele viu o nosso crescimento e o Amastha estava correndo riscos, ele chamou os secretários e vereadores ligados a ele, tirou os votos da Luana e jogou no Amastha, para que a nossa vitória não acontecesse. Ele chegou a esse raciocínio com base nas práticas que são comuns a ele, não a nós! Ele sim, em 2012, fez isso claramente”, disse Lelis.

Ainda de acordo com Marcelo Lelis, a atual vice-governadora Cláudia tinha proposto ao povo de Palmas, uma alternativa aos dois candidato, tanto ao Amstha e ao Raul, que já tinham tido suas oportunidades”, finalizou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.