O religioso ressaltou ainda as causas defendidas pela Igreja, como a defesa dos direitos das comunidades tradicionais

O legislativo palmense realizou na manhã desta terça-feira, 14, uma sessão solene direcionada a apresentação da Campanha da Fraternidade 2017, que tem como tem “Cultivar e guardar a criação”. O assunto traz à tona a discussão sobre os impactos gerados ao meio ambiente por conta da ação do homem e a necessidade de preservar os biomas brasileiros. 

O arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães destacou a necessidade de preservação, em especial do bioma característico do Tocantins que é o cerrado. “O cerrado possui pouco mais de 8 % de território protegido, é a nova fronteira agrícola e o que vemos é o progressivo esgotamento dos recursos naturais. A Igreja não pode ficar calada, se continuarmos desmatando, compactando a terra, vamos acabar com esses recursos”, afirmou.

 O religioso ressaltou ainda as causas defendidas pela Igreja, como a defesa dos direitos das comunidades tradicionais. “Esperamos que as autoridades aperfeiçoem métodos de preservação dos biomas, defendemos a ampliação de programas de saneamento e a Igreja reitera a postura em defesa dos direitos dos mais pobres e em favor da demarcação das terras dos povos tradicionais”, enfatizou.

Na ocasião, o diretor de Gestão Ambiental da Fundação Municipal de Meio Ambiente, Giovanne Alessandro Assis Silva ressaltou a importância do tema e destacou as iniciativas da gestão municipal com foco no meio ambiente. “O tema é pertinente e está em consonância com todas as discussões sociais. Em âmbito municipal temos várias ações como o saneamento universalizado, o Palmas Solar com foco na geração de energia sustentável e estamos criando o Sistema Municipal de Áreas Protegidas”, informou.

O vereador Felipe Martins, que preside a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos, Meio Ambiente e Ética e Decoro Parlamentar, destacou, “independente da religião, somos todos habitantes do planeta Terra e devemos zelar dele. O tema é um alerta e coloco a comissão à disposição da igreja e de todos os segmentos que militam na causa”.

A relevância do tema que norteará as ações realizadas pelas paróquias durante todo o ano também foi destacada pelos vereadores Felipe Fernandes e Tiago Andrino.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.