Da Redação JM Notícia

Pastor Custódio Gonçalves, de 57 anos, foi alvejado com três tiros.

Um pastor assembleiano foi brutalmente assassinado durante culto neste domingo, 26, por volta das 20:30 horas, na Assembleia de Deus Ministério Apascentando Ovelhas, em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio.

O principal suspeito de matar o pastor Custódio Gonçalves, de 57 anos, segundo a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), é o cunhado do pastor. Ele foi levado por agentes da especializada para prestar depoimento. No último dia 22, o homem foi à 71ª DP (Itaboraí) e fez um registro de ocorrência acusando o pastor pelo abuso sexual de seu filho de 2 anos.

Na ocasião, a criança apresentou um sangramento no ânus e foi levada à UPA de Itaboraí. Em depoimento, o cunhado contou que entrou em contato com a pediatra do garoto para saber o que poderia ter acontecido. A médica, então, teria afirmado que, durante uma consulta, a criança disse quem havia feito aquilo havia sido o “tio Custódio”.

Ele, entretanto, negou ser o mandante do assassinato. Disse, em depoimento, que traficantes do bairro Santo Antônio, onde o crime aconteceu, estavam prometendo uma represália contra o pastor por conta do caso de abuso, que passou a ser conhecido pela população do local. Após o depoimento, o homem vai acompanhar agentes da DH numa diligência ao bairro.

Segundo o delegado Fábio Barucke, titular da especializada, o homem ficou preso seis meses acusado do homicídio de sua ex-mulher, em janeiro de 2015. De acordo com a denúncia do MP à época, “desferiu disparo de arma de fogo contra a vítima”. Ele, entretanto, foi solto após ser absolvido pelo Tribunal do Júri de Itaboraí, no último dia 2 de fevereiro. Durante a prisão, seu filho ficou morando com o pastor.

— Ele é nosso principal suspeito. Saiu da cadeia há pouco tempo por falta de provas. Já foi acusado de homicídio. Mas ainda vamos realizar mais diligência para concluir o caso — disse o delegado.

O pastor foi atingido por pelo menos três tiros enquanto ministrava um culto. Na ocasião, a igreja foi invadida por criminosos armados. Com informações Extra

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.