TSE julga hoje ação que pode cassar Marcelo Miranda pela segunda vez

Está confirmado para esta terça-feira, 28, na pauta do Tribunal Superior Eleitoral o julgamento do recurso ordinário interposto pelo Ministério Público, a pedido dos candidatos Ataídes Oliveira e Sandoval Cardosos, contra a chapa de Marcelo Miranda e Cláudia Lélis, eleita em 2014. Essa poderá ser a segunda vez que Miranda terá seu mandato cassado.

O processo tem como relatora a ministra Luciana Lóssio. A ação de investigação judicial eleitoral versa sobre abuso de poder econômico, abuso político e de autoridade, captação ou gastos ilícitos de recursos financeiros de campanha eleitoral para os cargos de governador e vice-governadora, respectivamente.

Segundo a argumentação, o pedido de cassação foi feito com base na apreensão de cerca de R$ 500 mil, em notas miúdas, e materiais de campanha em um avião na cidade de Piracanjuba, Goiás. O MP Público aponta que o valor total era de R$ 1,5 milhão, parte dele depositado em contas de laranjas, e que teria como destino a campanha de Marcelo.

Caso a chapa seja cassada, o Tocantins poderá eleger o seu terceiro governador para mandato tampão em menos de uma década. A primeira eleição desse tipo aconteceu em 2009 quando o governador Marcelo Miranda (PMDB) e seu vice, Paulo Sidnei foram cassados pelo TSE.

Depois, em 2014, quando o ex-governador Siqueira Campos e seu vice João Oliveira renunciaram. Com informações Portal Stylo

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.