Da Redação do JM Notícia

Os agentes da PF chegaram logo cedo na porta do TCE

A Polícia Federal (PF) está nas ruas na manhã desta quarta-feira (29) para cumprir mandados de prisão contra cinco conselheiros e um ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), é alvo de mandado de condução coercitiva, que é quando alguém é levado a depor. As informações foram publicadas agora a pouco pela Globo News e pelo portal de notícias da Globo, o g1.com.br.

As medidas são parte da Operação Quinto do Ouro, que investiga desvios para favorecer membros do Tribunal de Contas e da Alerj. e têm como base a delação de Jonas Lopes, ex-presidente do TCE-RJ, que fechou acordo com a Procuradoria Geral da República.

Os mandados foram expedidos pelo ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, e são cumpridos no Rio, em Duque de Caxias e em São João do Meriti.

A assessoria de Jorge Picciani disse às 7h10 que ainda não tinha informações sobre o mandado contra o deputado. O presidente da Alerj é pai do atual minsitro do Esporte, Leonardo Picciani.

VEJA TAMBÉM
Igrejas convocam fiéis para jejum e oração pelo Brasil

Em dezembro passado, Jonas Lopes foi levado à depor na PF na Operação Descontrole, que investiga crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro que teriam sido praticados pelo ex-presidente do TCE-RJ e pessoas vinculadas e ele.

De acordo com a delação premiada de Leandro Azevedo, ex-diretor da Odebrecht no Rio, Lopes pediu dinheiro para aprovar o edital de concessão do estádio do Maracanã e o relatório de contas da Linha 4 do metrô do Rio. (Fonte: porta g1.com.br).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.