Da Redação do JM Notícia – Dermival Pereira

População de Taguatinga voltará às urnas dia 4 de junho

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) realizará novas eleições em Taguatinga no dia 4 de junho, para os cargos de prefeito e vice-prefeito, em cumprimento a decisão proferida pelo Tribunal Superior Eleitoral no Recurso Especial Eleitoral nº 240-20.2016.6.27.0017, que manteve o indeferimento do registro de candidatura de Paulo Roberto Ribeiro (PSD), ao cargo de prefeito de Taguatinga nas últimas eleições.

A Resolução nº 379/2017, que fixa a data e a instrução com o calendário para a realização das novas eleições para os cargos de prefeito e vice-prefeito de Taguatinga foi aprovada nessa segunda-feira, 3, durante sessão plenária da Corte. A resolução será encaminhada para publicação no Diário da Justiça Eleitoral nesta terça-feira,4.

TRE aprovou nessa segunda-feira, Resolução que fixa novas eleições no município

Entenda
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou no dia 14, deste mês, de forma unânime, Recurso Especial interposto junto a Suprema Corte, com pedido de efeito suspensivo e também a ação cautelar, de Paulo Roberto (PSD), eleito prefeito na cidade de Taguatinga, Região Sudeste do Estado, mas que não tomou posse porque teve o registro de candidatura indeferido dias antes do pleito, pelo Tribunal Regional Eleitoral. O processo teve como relatora a ministra Rosa Weber.

VEJA TAMBÉM
Aplicativo Pardal vai auxiliar no combate à corrupção eleitoral

Com a decisão da relatora, acompanhada de forma unânime pelos demais ministros do TSE, o Tribunal Regional Eleitoral de Tocantins (TRE-TO) deverá providenciar a realização de novas eleições no município, e editar a resolução do novo pleito. A cidade está sendo comandada desde janeiro desde ano, pelo presidente da Câmara de Vereadores, Lindomar Almeida da Silva (PMDB).

Indeferimento
Paulo Roberto teve o registro de candidatura indeferido antes do pleito, devido à rejeição de contas pelo Tribunal de Contas da União (TCU), quando era gestor municipal de Taguatinga (TO), mas chegou a concorrer as eleições e obteve a maioria dos votos, porque a decisão da Corte, que o impedia de concorrer as eleições foi proferida quando a relação dos candidatos já haviam sido inserida no sistema das urnas eletrônicas.

Paulo Roberto teve registro cassado e por isso novas eleições irão ocorrer

Depois do Pleito, o TRE deferiu um pedido da coligação do segundo colocado, o candidato Miranda Taguatinga (PV), e anulou os votos recebidos por Paulo Roberto, que recorreu da decisão entrando com Embargos de Declaração com pedido de efeitos modificativos. O recurso também foi negado pela Corte, mas o postulante ao Paço Municipal de Taguatinga entrou com um Recurso Especial no Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, também indeferido pelo Corte no último dia 14.

VEJA TAMBÉM
Por falta de dinheiro, eleição de 2016 não terá urna eletrônica

Candidaturas
Até o momento, apenas Miranda Taguantinga (PV), que ficou em segundo lugar no pleito que elegeu Paulo Roberto, se posicionou como pré-canditato novamente.  O JM Notícia não obteve informações sobre quem mais irá concorrer o cargo de prefeito no município.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.