“Era um amigo pessoal, pai, esposo e genro exemplar, e em todas as áreas da sua vida nunca o vi entristecido, ou ofender alguém”, disse Martins.

O vereador Filipe Martins (PSC) manifestou solidariedade e voto de pesar na Câmara Municipal de Palmas, na sessão desta terça-feira, 4, pelo falecimento do subtenente da Polícia Militar e membro da Igreja Assembleia de Deus Madureira, Milton Caetano, de 33 anos, o corrido no último dia 1º de abril. O subtenente, de 33 anos, foi assassinado com três tiros durante um assalto à sua residência, na quadra 904 Sul, em Palmas.

 
“Era um amigo pessoal, pai, esposo e genro exemplar, e em todas as áreas da sua vida nunca o vi entristecido, ou ofender alguém. Era maestro nas nossas igrejas e voluntário em diversos projetos sociais. Foi uma perda muito grande para a corporação, igreja e família”, disse.
 
Martins ainda parabenizou a operação das polícias que solucionaram o caso. Esse latrocinio que ceifou a vida dele na frente de sua esposa, filha e sogra foi um ato de covardia de extrema crueldade. Parabéns as polícias pela atuação rápida.”
 
Em homenagem ao subtenente, Filipe Martins ainda pediu que a casa fizesse um minuto de silêncio. Foi um exemplo de fé e coragem. Combateu o bom combate, completou a carreira e guardou a fé. 2º Timóteo 4;7″, destacou citando o versículo bíblico.
 
Manifestações 
O presidente da Câmara, vereador Folha (PSD) também deixou sua indignação. “Ficamos a pensar o quanto vale a vida. Um Brasil que não é o que nós esperavamos”
 
Diogo Fernandes (PSD) também se solidarizou com a família e propôs o envio de uma carta de solidariedade à família do subtenente. 
 
Vanda Monteiro (PSL) tambem se manifestou. “Uma perda muito grande para a corporação. Parabéns a polícia pela atuação nesse caso.” 
COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.