Da Redação do JM Notícia

Fórum de Palmas seria um dos alvos de quadrilha que planejava ataques

Uma operação conjunta que contou com a participação do Ministério Público Estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (Denarc) e Polícia Militar, resultou na prisão de Jairo de Sousa Silva, 22, conhecido como Guerreiro, integrante de uma facção criminosa que planejava realizar ataques a órgãos públicos em Palmas na madrugada desta quarta-feira, 5.

As investigações revelaram que uma residência na quadra 605 Norte estaria sendo utilizada como ponto de apoio para o grupo criminoso, onde Jairo Silva foi preso em flagrante. No local, foram encontradas várias porções de drogas do tipo crack, além de faixas assinadas pela facção criminosa, que seriam fixadas nos órgãos públicos após os ataques.

Em depoimento, Jairo confessou que recebeu as orientações via mensagem de texto, no celular. Seu objetivo era efetuar disparos de arma de fogo contra as fachadas do Fórum e da sede do Ministério Público Estadual, em Palmas, e afixar as faixas apreendidas. O ataque seguiria o mesmo padrão utilizado por criminosos em atentado realizado pela facção no mês de fevereiro, também na capital.

Jairo de Sousa Silva está detido na Casa de Prisão Provisória de Palmas e foi indiciado por tráfico de entorpecentes e organização criminosa. Ele possui antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo e homicídio doloso. (Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério Público Estadual).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.