Da Redação do JM Notícia – Dermival Pereira

Jornalista Ricardo Costa é homenageado na Câmara

A Câmara de Vereadores de Palmas, realizou nesta quinta-feira, 6, sessão solene, na qual comemorou o Dia do Jornalista, celebrado nesta sexta-feira, 7. A sessão foi solicitada pelo vereador Diogo Fernandes (PSD), via Requerimento, e aprovada de forma unânime pelos demais parlamentares.

Entre os homenageados está o jornalista Ricardo Costa, diretor Executivo do Site JM Notícia.  A homenagem a Costa e ao JM Notícia foi feita pelo vereador Filipe Martins (PSC) e por Digo Fernandes. Além de Ricardo Costa, foram homenageados veículos de imprensa, assessores de comunicação e os jornalistas in memoriam Mateus Júnior, Aline Brabo, Iberê Barroso e Silva e Maria Arienar, pelo relevante trabalho prestado ao Tocantins.

Em sessão solene, jornalistas são homenageados na Câmara

A solenidade contou com a presença da presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Tocantins (Sindijor), Alessandra Bacelar, de vereadores da Casa, donos de veículos de imprensa e jornalistas que atuam nas mais diversas áreas da comunicação no Estado.

Discursos
Em discurso, o presidente da Casa, que também ofereceu um café da manhã à categoria, momentos antes do inicio da sessão, anunciou que Casa irá realizar ainda este ano, concurso publico e duas vagas serão disponibilizadas para a categoria.

“Ainda este ano, esta Casa irá realizar concurso público e nós vamos disponibilizar duas vagas para a categoria”, pontou Folha que também destacou que a Casa irá cumprir a carga horária de 25 horas semanais, conforme prevê a legislação.

Folha também apresentou Requerimento para regulamentar a jornada de trabalho de todos os profissionais que atuam na área da comunicação do município. “Isso valerá para todos os servidores públicos que prestam serviço no âmbito do município”. Ele destacou ainda, a importância do jornalista para a sociedade e, da mesma forma, a necessidade de se respeitar a legislação que rege e protege o trabalho destes profissionais.

Ainda no café da manhã, Folha disse que em seu entendimento, “a imprensa é o primeiro poder, pois ela faz com que quem não tem o poder de constituir um advogado tenha seus direitos garantidos, isso mostra a importância da profissão para a sociedade”, disse, destacando que “a Câmara tem sido um fonte continua de pautas para a imprensa, portanto, eu parabenizo a todos vocês pelo papel desenvolvido em prol da nossa comunidade”, destacou.

Já o vereador Diogo Fernandes (PSD), autor do Requerimento que homenageou a classe, disse que “ser jornalista é publicar aquilo que ninguém quer que publique”, pontou afirmando que “ao longo dos anos, o jornalista tem sido o defensor da historia e da sociedade e que a profissão está entre as dez profissões mais confiáveis do mundo”, elogiou o vereador.

Filipe Martins (PSC), também elogiou a classe. “O poder e a importância que vocês tem na sociedade é  muito grande. O pode de influenciar e informar é muito grande e eu espero que Deus derrame todas as bênçãos sobre a vida de vocês, não apenas hoje, mas sempre.

Júnior Geo (PROS) defendeu melhores condições de trabalho para os jornalistas. “Quero concordar que existe a necessidade de mudarmos a Lei nesta Casa, criando o cargo de assessor de imprensa, que hoje ganham a mesma coisa que um assessor parlamentar. Jornalista não pode ter lazer, não pode financiar um carro porque o salario não da para pagar, precisamos defender esses profissionais que desenvolvem um papel tão importante para a sociedade”, afirmou.

Em defesa da classe

VEJA TAMBÉM
Folha faz convocação de vereadores e abre prazo para partidos indicarem nomes para comissões
Presidente do Sindijor defende categoria durante homenagem na Câmara

Também na tribuna, Alessandra Bacelar, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Tocantins, defendeu a liberdade de imprensa, o pagamento do piso salarial da categoria e o cumprimento da carga horaria de 25 horas semanais aos profissionais. “O que pedimos é respeito à profissão e aos nossos direitos enquanto jornalistas. Queremos também que se criem concursos públicos para o cargo de assessor de imprensa”, disse, lembrando que “as últimas semanas tem sido difícil para a categoria”, referindo-se a diversos ataques direcionados à jornalista Roberta Tum, do Portal T1 Notícias, em represália a um artigo publicado por ela na semana passada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.