Vila da Páscoa dos Sonhos em Palmas segue aberta até o dia 30

O encanto dos enfeites, as atividades lúdicas, as cantigas infantis e a brincadeira de “Caça aos Ovos” encheram de brilho os olhos dos pequeninos e dos adultos que foram conferir a magia da Vila Páscoa dos Sonhos. O Parque Cesamar abriu seus portões na noite deste sábado, 08, anunciando que a Páscoa em Palmas já chegou.

 A Vila ficará aberta até o dia 30 de abril, de segunda a domingo até às 23 horas. Na entrada do Parque, o público logo se impressiona com os detalhes no chão, formando pegadas de coelho, e muitos arriscavam saltar como coelho de uma pegada a outra. O prefeito Carlos Amastha abriu os portões do Parque às 19 horas, e na oportunidade elogiou os detalhes. “Olhem só essas pegadas. Cada detalhe foi feito com muito planejamento pela equipe da secretaria de Infraestrutura. Está tudo lindo”, finalizou convidando a população para irem à Vila da Páscoa. “Venham todos”.

O Cesamar ficou todo enfeitado com coelhos de todos os tamanhos e cores, cenouras, cestas e ovos de chocolate. E na entrada, a população era recebida com personagens vestidos de coelhos e por um grupo de coelhos que tocava violão e chocalho e cantava canções típicas da páscoa e do universo infantil. “Eu gostei mais dos coelhos, eles são muito macios”, enfatizou o pequeno Walber Neto, de cinco anos, após abraçar um dos personagens.

Gabriela Alves, mãe do pequeno Walber, conta que é frequentadora assídua do Parque Cesamar. “Quando vi instalando a decoração ao longo da semana, já programei para trazer meu filho no sábado, e conferir esse encanto”, acrescentou.

 As crianças e os pais procuravam o melhor ângulo para registrar o momento através dos smartphones. Os dois enfeites de coelhos gigantes e os personagens vestidos de coelhos eram os mais procurados pelos pequenos para o momento da fotografia. Além das músicas e brincadeiras lúdicas, as crianças fizeram a festa com a brincadeira de “Caça os Ovos”. A caça aos ovos acontece sempre aos finais de semana das 19 às 21h30.

 Guilherme Luz, de nove anos, participou pelo segundo ano da brincadeira e ficou empolgado por ter achado mais um ovo este ano. “Da outra vez eu achei três ovos e dessa vez eu achei um. É muito legal, tem ovos por todo o lado”. Os ovos de páscoa foram espalhados por todo o Parque, a fim de que as crianças pudessem encontrá-los.

Na toca do coelho tudo estava bem decorado com sala de estar e jantar e com a tradicional fábrica de chocolates. Lá em um cenário exclusivo para fotos, as crianças podiam tirar fotos dentro do ovo, e àquelas que queriam entrar no clima da páscoa recebiam pintura facial de coelhinho.

O aposentado Francisco Bucar levou as duas filhas Marian, de sete anos, e Ana Santana, de cinco. “Está tudo excelente. Eu sei que o Cesamar sempre está enfeitado nesta época, por isso quis trazê-las”.  As duas pequenas fizeram questão de esperar para receber a pintura facial de coelhinho e com os rostos pintados foram para a sessão de fotos com o pai.  

O secretário de Infraestrutura, Serviços Públicos, Trânsito e Transporte, Luiz Teixeira, disse que neste ano a Prefeitura tentou economizar ao máximo, mas sem perder o encanto. “Reaproveitamos a estrutura da Vila do Papai Noel e reciclamos os enfeites do ano passado. Essa festa já é tradição em Palmas, não podíamos deixar de fazê-la”.

Para a segurança do local a Guarda Metropolitana reforçou o efetivo no Parque, que já conta com ronda constante, e o trânsito na avenida próxima ao Cesamar recebeu o apoio dos Agentes de Trânsito, orientando os motoristas e interditando o acesso de veículos ao interior do Parque.

A Vila dos Sabores iniciou nesse sábado com os “food trucks” e no domingo, 09, todas as 14 barracas estarão em funcionamento, comercializando salgados, cuscuz, panquecas, crepes e pizzas, chocolates, doces, tortas e ovos de páscoa e sorvetes. A Vila dos Sabores funcionará de quinta a domingo, das 18 às 23 horas. (Ascom Palmas – Wédila Jacome)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.