Da Redação do JM Notícia- Dermival Pereira

Vereador Filipe Fernandes cobra presença dos colegas na comissões

Em seu primeiro discurso na Tribuna da Câmara como membro do bloco de oposição ao prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), o vereador Filipe Fernandes (PSDC), cobrou dos colegas esforço para o destrancamento da pauta na Casa. Ele também alfinetou os colegas pela ausência nas reuniões da Comissão de Políticas Sociais da Casa, da qual ele é presidente.

Filipe Fernandes lembrou que num passado recente o presidente da Casa, José do Lago Folha (PSD), demonstrou em discurso, preocupação com a imagem da Câmara, e que por isso, essa mesma preocupação lhe trouxe a Tribuna. “O que me trouxe aqui hoje presidente, foi uma fala do senhor feita dias atrás, quando se mostrou preocupado com a imagem desta Casa, acontece que ontem fui buscar minha esposa em um curso e lá a Câmara estava sendo motivo de chacota. Uma professora dedicou quase meia hora falando da Câmara, confesso ter ficado pasmo”, contou.

“Vou defender o que for bom para essa cidade, esse é meu papel. Infelizmente, algumas palavras da professora estavam corretas, em outras, ela exagerou”. “Uma coisa é certa, estou cansado de fazer papel de palhaço, de convocar a comissão que presido e os vereadores não comparecerem, quem não quiser trabalhar, pega licença e dar a vaga para o suplente, mas temos que ter compromisso com esse parlamento, a pauta dessa Casa vive trancada e eu combati isso durante a minha campanha”, disse.

VEJA TAMBÉM
Sete vereadores de Palmas formam bloco "independente" com cinco partidos

O parlamentar disse que “nós temos que acabar com esse ato de não vir às comissões, o Diogo preside a CCJ e é a que mais dá gente, até o Públio (procurador Geral do Município) vem assistir, será que existe uma comissão melhor do que outra”?

“O que me estressa é o teatro que muitos vereadores fazem quando aparece uma pessoa de fora aqui, todos são bonzinhos, eu trabalhei na AL e la não tinha a participação popular, e aqui a população vem nos prestigiar e nós não estamos honrando”, afirmou.

“Estamos aqui é para trabalhar, não para fazer gracinha, eu não devo nada para ninguém, temos que parar e analisar nossos modos de agir, eu desafio a mostrarem uma falta minha nesta Casa”, criticou.

Neris e Diogo contestam
Em um a parte, o vereador Milton Neris (PP), disse que “primeiro é importante que Vossa Excelência dê nomes porque da forma como você está colocando, parece que todos têm a mesma prática, sugiro a você pedir a substituição dos membros de sua comissão.

VEJA TAMBÉM
Vereador convoca Kariello Coelho para prestar esclarecimentos sobre Shopping a Céu Aberto

O vereador Diogo Fernandes (PSD), seguiu a fala de Neris. “Eu gostaria que Vossa Excelência fosse mais claro, eu por exemplo, não tenho uma falta, eu também acho que Vossa Excelência deveria  citar os nomes, ontem por exemplo, eu não fui convidado, porque certamente se tivesse sido, eu teria vindo participar”, disse.

Em resposta aos colegas, Filipe disse que a convocação foi feita em Plenário, mas se desculpou por não ter feito o convite pessoalmente ao colega.

Júnior Geo (PROS), sugeriu que “o legislativo faça um levantamento e o parlamentar que tiver quatro faltas consecutivas seja excluído das Comissões”.

Já Lúcio Campelo (PR), disse que “as comissões deixam de funcionar quando há uma intervenção política, é bom deixar as pessoas esclarecidas quanto a isso, pois nem sempre, isso depende apenas do vereador”, argumentou Campelo.⁠⁠⁠⁠

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.