Da Redação JM Notícia

O arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães, afirmou à imprensa que os bispos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) estão buscando impedir a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287 sobre a Reforma da Previdência.

A CNBB acredita que a proposta trará prejuízo aos trabalhadores do país e atingirá principalmente aos mais vulneráveis. “Pedimos que votem em nome do povo e não da conveniência”, afirmou o arcebispo.

Um dos três senadores e oito deputados federais do Tocantins foram contatados via e-mail recebendo a nota assinada pelo Cardeal Sergio da Rocha, que é presidente da CNBB e outros líderes da entidade.

No documento, a entidade católica se manifestaram mostram apreensão em relação à PEC que tramita no Congresso e promete mudar a vida de milhões de brasileiros de forma negativa.

O e-mail, Segundo Dom Pedro Brito Guimarães, buscava um encontro com os parlamentares do tocantinenses com o objetivo de discutir pessoalmente a questão da Reforma da Previdência e também outros assuntos de interesse do Estado. Mas nenhum deputado federal ou senador retornou ao e-mail atendendo aos pedidos dos bispos.

VEJA TAMBÉM
Pastores comentam greve geral desta sexta-feira

A CNBB já se pronunciou contra a Reforma da Previdência e tem convocado os católicos para se mobilizarem sobre este assunto, porém as ações que serão adotadas nas comunidades não foram indicadas pela organização.

Muitos bispos e arcebispos espalhados pelo país utilizam as missas para falarem sobre o tema e se colocarem contra a proposta, alertando aos trabalhadores sobre a dificuldade em se alcançar os direitos como a aposentadoria. Com Informações Conexão Tocantins.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.