Doria visita igrejas e recebe apoio de pastores para possível candidatura em 2018

Silas Malafaia seria um dos apoiadores do prefeito de São Paulo ao cargo de Presidente do país

842

Da Redação JM Notícia

O prefeito da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB) já teve nove encontros com líderes religiosos ao longo desses três meses e meio de mandato.

Entre as visitas podemos citar a participação dele em um culto da Igreja Mundial do Poder de Deus, na igreja Catedral da Bênção, na Assembleia de Deus do Brás, com os mórmons, com líderes anglicanos e até com o Papa Francisco, durante sua visita à Roma.

O prefeito garante que para ele “religião e política não se mistura”, mas que ele realiza esses encontros por achar “prudente e sensato manter essa boa relação” com lideranças religiosas.

Uma das visitas acompanhadas pela Folha de São Paulo foi na Igreja Catedral da Bênção, liderada pelo missionário Ezequiel Pires. O templo, com capacidade para 500 pessoas, foi um dos locais onde o prefeito esteve falando com os fiéis.

“Fui a primeira pessoa a profetizar para ele que seria prefeito e, se fizesse uma boa administração, teria tudo para ser presidente desta nação”, declarou o missionário.

Quando visitou a Igreja Mundial do Poder de Deus, o apóstolo Valdemiro Santiago chegou a comentar que Doria seria o único político que volta visitando as igrejas depois de eleito.

De fato, o tucano esteve em várias denominações durante a eleição. Inclusive, durante o processo ele chegou a montar uma assessoria religiosa para fazer a ligação entre ele, como candidato, as lideranças religiosas da capital paulista.

Para os próximos meses, o prefeito deve passar por igrejas como a Assembleia de Deus Belém, a igreja Renascer em Cristo, a Plenitude do Trono de Deus e a Pleno em Cristo.

João Dória, prefeito de São Paulo, durante evento da Assembleia de Deus Madureira, no Brás

Quando esteve na AD Brás, Doria foi recepcionado pelo bispo Samuel Ferreira que fez questão de dizer que conversa com o prefeito através do WhatsApp.

Lideranças devem apoiar candidatura de Doria à presidência

Ainda que João Doria descarte intenções de ser candidato em 2018, alguns líderes religiosos já apostam suas fichas e planejam apoio ao prefeito paulistano.

Entre eles está o pastor Silas Malafaia que já teria elogiado o “gestor” da maior cidade da América Latina dizendo que ele “faria um bem danado para o Brasil”.

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.
  • Juvenal Pinto

    …a Dilma disse : “a corrupção é senhora ,não é nova “…eu era novo e ouvia dizer : riqueza e mãos limpas não combina (o outro disse : ganhei duzentas vezes na loteria )…política com suas tramóias e trapaças ,todos sabem que é uma coisa suja …

    existe salvação sim , a EDUCAÇÃO , pois a deseducação é a mãe de todas as mazelas (desamor ,desrespeito ,preconceito ,corrupção e violência pela baixa moral e fraco caráter ) …

    já um salvador da pátria não existe (são aproveitadores da situação & para arrumar a sua )…quando do dilúvio ,Deus lavou ,limpou …a lava jato (mouro) ,pode até assustar ,mas é trocar os móveis de lugar (digo ladrões novos ) ,como ervas daninhas ressurgem…

    enquanto a sociedade não conscientizar que ela é a dona do problema & solução ,será enxugar gelo & jeitinhos …presidios entornando & leis “novas”que não funciona !!!