Por Tiago Andrino *
 
Tiago Andrino, vereador de Palmas -TO

Ao passo em que assistimos aos escândalos de corrupção relacionados à Odebretch em todo o país, uma notícia nos deixou particularmente felizes, e reafirmou a nossa confiança na gestão municipal – diferente do modus operandi da maioria dos líderes e gestores do país e do Tocantins, o prefeito Carlos Amastha se tornou um “problema” para a operação da Foz|Saneatins em Palmas, exigindo que as obras em parceria com a Odebretch fossem concluídas e realizadas. 

 
O Amastha não trabalhou para a empresa e a empresa não trabalhou para o Amastha. Ele exigiu da empresa o melhor para a nossa cidade: universalizar o tratamento do esgoto, priorizando o atendimento às áreas mais carentes da cidade, trazendo mais qualidade de vida e saúde pra essas pessoas. Exigiu também os investimentos em infraestrutura. 
 
Através dessa assertividade junto à Odebretch, o prefeito de Palmas contribuiu para que a Capital se tornasse referência nacional no saneamento básico. Saltamos de 40 mil ligações em esgoto no ano de 2013, para mais de 80 mil já em 2016, recebendo o selo de universalização do saneamento básico do Instituto Trata Brasil (ITB). 
 
Em virtude dos avançados conquistados, o mesmo Instituto, colocou Palmas em destaque frente a outros municípios da Região Norte, no que se refere aos indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento dos esgotos, classificando Palmas como uma das capitais brasileiras como exemplo no setor. São mais de 290km de redes coletoras com capacidade para tratar 400 l/s atendendo mais de 210 mil moradores.
 
Mais de R$240 milhões de reais revertidos benefícios para a cidade de Palmas, que além de se tornar referência no saneamento básico, Palmas também virou um canteiro de obras com reformas, construções e ampliações nas áreas da saúde, esporte, lazer e infraestrutura em geral. 
 
Para proteger colegas, a oposição tenta dizer que todos são iguais. Não faz crítica real sobre o que está acontecendo, pois não questionou ninguém que foi delatado, apenas o prefeito Carlos Amastha, que não foi. Isso mostra a falta de compromisso, verdade e qualidade da nossa oposição. Não sabem reconhecer a realidade: o prefeito ao ser citado na Lava-Jato na verdade comprovou a sua honestidade e seriedade. Foi o único caso em que o nome na Lava-Jato, deu resultado positivo.
 
 
Tiago Andrino é vereador em Palmas pelo PSB.
Contato: 
gabinetetiagoandrino@gmail.com
COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.