Da Redação JM Notícia

Rogério Santos de Araújo (delator)

O Jornal Nacional veiculou nesta segunda-feira, 24, matéria que traz declaração do  ex-executivo da Odebrecht, Rogério Santos de Araújo (delator), afirmando que o codinome “Acelerado” se refere a Aluísio Teles, ex-gerente da Petrobrás. Segundo ele,  Aluísio Teles, teria recebido US$ 24,750 milhões. 

No último sábado, 22, o JN veiculou reportagem afirmando que o codinome “Acelerado”, se referia ao deputado estadual pelo Tocantins, Eduardo Siqueira Campos (PTB).

O JM Notícia tentou contato com o deputado estadual, Eduardo Siqueira Campos (PTB), para comentar a nova reportagem do JN, no entanto, não obteve retorno. O espaço continua aberto.

Eduardo nega

Deputado Eduardo Siqueira Campos é inocentado por delator -Foto: Divulgação

Em nota divulgada à imprensa, a assessoria de imprensa de Eduardo Siqueira campos afirmou que o parlamentar “recebeu com indignação a sua citação em reportagem do Jornal Nacional, negou qualquer relação de Eduardo com os mais de US$ 24 milhões e alegou erro de apuração do conteúdo da reportagem.

“A pauta tratava da apresentação de extratos, por parte da Odebrecht, relativos a pagamentos a políticos do PT e PMDB. E segundo a reportagem do JN, com base em apuração do jornal de Folha de São Paulo. No entanto, a Folha de São Paulo em nenhum momento cita o nome do deputado Eduardo Siqueira Campos em sua matéria. A correlação do codinome “acelerado” ao deputado Eduardo Siqueira Campos foi feita pela reportagem do Jornal Nacional”, afirma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.