Vereador Moisemar Marinho (PDT) – Foto: Taquara

O novo parlamentar integrante da Câmara Municipal de Palmas, Moisemar Marinho, não podia ter escolhido data melhor para ingressar no parlamento. Nem bem tomou posse na manhã desta quarta-feira, 26, o novo vereador participou da sequência de três sessões extras com votações que causaram polêmicas no parlamento.

Marinho assumiu a vaga do vereador Ivory de Lira que por sua vez, assumiu também no dia de hoje, uma cadeira na Assembleia Legislativa do Tocantins. Duas horas após a sua posse, o novo parlamentar participou de sessões extras na casa de leis municipal, votando matérias que estavam trancadas em pauta.

Contrariando a posição do titular da cadeira parlamentar, Ivory de Lira que compunha o bloco de oposição à atual gestão, o novo vereador votou a favor de todas as matérias que eram de interesse do Poder Executivo Municipal, incluindo o polêmico Projeto de Lei Complementar nº 17, que aumentaria em 208,83 % a taxa de coleta de lixo na Capital, matéria que foi rejeitada em parlamento.

VEJA TAMBÉM
Sinpol-TO participa de reunião na Secad e cobra demandas da Polícia Civil

Durante a sessão Marinho foi alvo de comentários dos demais parlamentares, por ter tomado posse logo em dia de votação. “ E aí, arrependeu? ” brincou o parlamentar Diogo Fernandes, dirigindo-se ao novo integrante. Já o vereador Milton Neris aproveitou para comentar a posição do colega, “assim não dá, nós vamos mandar chamar o Ivory de volta, você não está ajudando não, votou tudo a favor do prefeito”, disse de forma descontraída o parlamentar.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.