Pastor João Campos explica saída da subprefeitura de Palmas

Da Redação JM Notícia

O ex-vereador pastor João Campos (PSC),  em entrevista ao site JM notícia na manhã desta quinta-feira, 04, afirmou que a sua saída da Subprefeitura da Região sul de Palmas foi por vontade própria: “Ontem eu resolvi pedi exoneração do cargo por questões pessoais. Mandei mensagem ao prefeito Amastha (PSB), e agradeci a ele pela escolha do meu nome para ocupar a Subprefeitura”, disse Campos que assumiu o cargo em 02 de fevereiro de 2017.

Ainda de acordo com João Campos, a transição do cargo foi feita hoje pela manhã ao Subprefeito interino Adir Gentil.  “Fizemos reunião pela manhã com os servidores da subprefeitura e passamos os andamentos dos trabalhos da região sul”.

FUTURO – Questionado se continuará na vida pública, o ex-vereador afirmou que não muda nada no processo e nos projetos políticos e que agora está mais livre para percorrer o Estado e ajudar na obra convencional no qual atua há vários anos.

Questionado se voltará a ocupar o cargo de Auditor Fiscal do Estado no qual é concursado, ele afirmou que a tendência é esta, mas não confirmou se vai reassumir o cargo.

PSC – Interpelado se o PSC continua na base do prefeito Amastha, pastor João Campos, presidente do PSC em Palmas, afirmou que não tem como responder e disse que está decisão passa pelo deputado estadual Osires Damaso e o pastor Amarildo Martins, vice-presidente regional.

Segundo Campos, na próxima segunda-feira, 08, deverá haver reunião para decidir os rumos do partido em relação ao município, ou uma nova indicação para a subprefeitura.

Além de Auditor Fiscal concursado do Estado, pastor João Campos é secretário da Convenção Convenção Estadual dos Ministros Evangélicos das Assembleias de Deus Ministério de Madureira e segundo suplente de deputado federal.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.