Da Redação JM Notícia

As autoridades irlandesas irão investigar o ator britânico Stephen Fry por blasfêmia, pois durante uma entrevista em um programa de TV ele teria dito que Deus é “malicioso, maníaco e egoísta”. A fala questionada foi dita em resposta a uma pergunta sobre o que ele diria se, após a morte, encontrasse com Deus no céu.

Fry, que é ativista ateu e faz uma série de declarações públicas contra a religião, teria respondido que diria assim para Deus: “Como se atreve a criar um mundo onde existe tanta miséria? A culpa não é nossa! Não está certo. É absolutamente, absolutamente perverso. Por que hei de respeitar um deus caprichoso, malicioso, estúpido que cria um mundo que está tão cheio de injustiça e dor?”

E ele não parou por aí, ele comparou o Criador com deuses gregos dizendo que estes eram “infinitamente sábios e absolutamente benévolos” sem se apresentarem como oniscientes. “O deus que criou este universo, se é que foi criado por um deus, é claramente um maníaco, um louco completo, totalmente egoísta”, disse Sthepen Fry.

VEJA TAMBÉM
A perseverança da igreja chinesa cresce em meio a perseguição

Por conta desta declaração, ele pode ser enquadrado na lei da blasfêmia que foi aprovada na Irlanda em 2009.

O texto da lei diz que é proibido divulgar “matérias que sejam grosseiramente abusivas ou insultuosas relativamente a assuntos tidos como sagrados por qualquer religião, ofendendo um número substancial de membros dessa religião”.

Até o momento ninguém foi julgado ao abrigo desta lei, mas se o ator for condenado, ele pode ser obrigado a pagar uma multa de 25 mil euros.

A investigação acontece porque um espectador levou o caso à polícia da cidade de Ennis e, recentemente, Fry foi informado de que está sendo investigado por conta desta denúncia. Com informações Diário de Notícias.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.