Acompanhado dos vereadores Tiago Andrino (PSB), Evando José de Oliveira (Vandim-PSDC)  e Vanda Monteiro (PSL), o presidente da Comissão Especial para a elaboração de estudos e propostas para a revisão do Regimento Interno da Câmara de Palmas e da Lei Orgânica do Município, vereador Diogo Fernandes (PSD), se reuniu com o prefeito Carlos Amastha (PSB), nesta manhã, quando convidou oficialmente o Poder Executivo para contribuir  na revisão da Lei Orgânica municipal.

Na ocasião, Diogo Fernandes explicou a importância da contribuição do Executivo. “ É fundamental a participação do Executivo, já que se trata da lei  municipal”, ressaltou, acrescentando que  convidará também o Poder Judiciário, para que a legislação mais moderna seja em consonância com a Constituição Federal.

Para o prefeito Carlos Amastha, a “revisão é necessária e através de decreto, ele vai criar uma comissão para analisar  o que deve e o que pode adequar à Lei”. Após ser criada, a comissão terá 45 dias  para apresentar parecer à Comissão Especial.

Na observação do relator da comissão, Tiago Andrino, “a contribuição de todos os poderes e da população  representa a transparência do processo revisório”.

VEJA TAMBÉM
Diogo Fernandes propõe Centro de reintegração para dependentes de drogas

Instalada pelo presidente da Câmara Municipal de Palmas, José do Lago Folha Filho (PSD), no dia 27 do mês passado, a Comissão Especial tem prazo de 120 dias para apresentar o resultado da revisão do Regimento Interno e da Lei Orgânica do Município. (Mariah Soares).