Da Redação JM notícia

O vice-presidente da Câmara Municipal de Palmas, Léo Barbosa (SD), em entrevista ao site JM notícia, na manhã desta terça-feira, 09, afirmou que vai solicitar investigação do contrato celebrado entre a prefeitura de Palmas, com a empresa  JM de Lima Distribuidora, na ordem de R$ 1.518.316,50, publicado no Diário Oficial do dia 27 de abril.

Segundo Barbosa, o serviço é para contratação de impressão de material de comunicação e audiovisual, no entanto, a descrição da empresa contratada pelo Paço é: o comércio de instrumentos para uso médico, cirúrgico, hospitalar e de laboratórios.

“Nós tivemos o cuidado de olhar a finalidade econômica principal desta empresa. A descrição é: o comércio de instrumentos para uso médico, cirúrgico, hospitalar e de laboratório. Às vezes acho que chegam a menosprezar a capacidade e inteligência de nós parlamentares fiscalizadores deste recurso. Não é possível”, disse Léo Barbosa.

JM de Lima – Empresa tem sede em Paraíso do Tocantins – Foto: Divulgação

Ministério Público –  Léo Barbosa disse ainda que caso seja necessário, irá protocolar junto ao Ministério Público,  pedido para que seja investigado o contrato do Paço com a JM de Lima.

VEJA TAMBÉM
"75% de aumento é um crime ao orçamento familiar", afirma Léo Barbosa

Críticas à administração:

De acordo com o vereador, a prefeitura de Palmas tem brincado com o dinheiro público: “A malversação do dinheiro público é uma marca da gestão do prefeito Amastha. Brincar com o dinheiro do povo é de praxe”, disse Barbosa”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.