Da Redação JM Notícia

Quem acompanhou os últimos episódios de “A Força do Querer”, novela das 21h, viu a forma como a Rede Globo resolveu abordar o tema identidade de gênero.

Isso acontece através da trama dos personagens Nonato (Silvero Pereira) e de Ivana (Carol Duarte). Nonato é travesti e contou em um dos episódios passados o quanto sofreu por não se identificar com o corpo de homem.

“Não quero me operar, não quero ser mulher, sou travesti, transformista”, declarou o personagem depois de relatar que chegou a apanhar de seu irmão por gostar de se vestir de mulher.

Já a personagem Ivana viverá o contrário, ela passará pela transição de gênero. Uma das cenas passadas, ela teve uma longa conversa com seu terapeuta indicando suas aflições ao se olhar no espelho como mulher.

Nonato é motorista e seu hobby é se vestir de mulher para cantar na noite

Mesmo se sentindo atraída por homens, Ivana não se sente bem com seu corpo de mulher. O ápice dessa negação do seu verdadeiro gênero acontece quando ela se arruma para um noivado. O vestido, a maquiagem… tudo a incomoda e para sua terapeuta ela afirma que gostaria de estar em casa de camiseta e bermuda.

VEJA TAMBÉM
Pedro Bial entrevista cantores e youtubers cristãos

A personagem interpretada por Carol Duarte será a primeira transexual de uma novela da Globo. Até o final da trama ela assumirá a identidade de um homem.

Enquanto isso não acontece as falas da sessão de terapia tentarão mostrar ao espectador que gênero é “uma questão imposta” e não biológica.

“Tem algo na Ivana que me diz respeito que é o fato de não estar enquadrada numa feminilidade imposta pela sociedade, que diz o que é apropriado para uma mulher e o que não é. É claro que a questão da transexualidade toma outros caminhos, a Ivana busca se sentir bem consigo mesma, e é nesse caminho de buscar a si próprio que ele vai finalmente ser quem realmente que é, um homem trans”, revelou a atriz em entrevista ao Correio 24 Horas.

Ivana é jogadora de vôlei e não se identifica com o gênero feminino. Até o final da novela ela assumirá o gênero masculino

Novela me prol do ativismo gay

A novela escrita por Gloria Perez faz parte de outras produções que tratam de temas relacionados ao movimento LGBT. A forma como essas histórias são contadas já geraram críticas dentro da própria emissora.

VEJA TAMBÉM
Novela gravada no Jalapão enfrentará a família tradicional com personagens gays

No ano passado o novelista Benedito Ruy Barbosa criticou a forma como a Globo tem usado suas novelas para “dar aula para crianças” sobre o homossexualismo.

“Quando eu tenho na mão 80 milhões assistindo minha novela, tenho que ter responsabilidade com as pessoas que estão me assistindo”, disse ele ao criticar as várias novelas seguidas que trouxeram personagem homossexuais em destaque.

Na época o pastor Silas Malafaia elogiou a coragem de Ruy Barbosa de falar sobre o assunto, pois para ele as novelas realmente fazem ativismo gay. “Quero dar os parabéns pela franqueza e pela coragem de detonar essa pouca vergonha de que toda novela tem que ter um gay”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.