Se depender dos frequentadores do site do PMDB, a legenda pode ser mal avaliada se decidir fechar questão a favor da reforma da Previdência. Na página, o partido disponibilizou uma enquete para que os cidadãos opinassem sobre as mudanças nas regras para a aposentadoria. Até a manhã desta segunda-feira, dos 37 mil participantes do levantamento, quase 36 mil ou 96% já haviam se posicionado contra a medida. Os outros 4% se dividem entre os que estão a favor (601 / 2%), os que não tem conhecimento (560 / 2%) e os que preferiram não opinar (142 / 0%).

Há um ano no governo, o presidente Michel Temer (PMDB) tem tratado a proposta como uma das causas centrais de seu período no Palácio do Planalto até agora. A VEJA Temer já disse querer ser lembrado como “o reformista”, com o patrocínio desta e de outras três grandes mudanças, a trabalhista, a tributária e a política.

Aprovada na comissão especial, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que modifica a Previdência Social ainda não foi a plenário porque o governo espera antes ter certeza que vai obter o número necessário de apoiadores – 308 dos 513 parlamentares. Uma das medidas discutidas para estimular a unidade da base aliada é justamente o fechamento de questão, que proíbe deputados do partido de voltarem contra a reforma. Com informações Veja

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.