A Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência – Abramurgem do Tocantins é parceira e está apoiando a realização do curso internacional PALS – Emergências Pediátricas e Neonatais, nos dias 28 e 29 de agosto, em Araguaína. O treinamento é bastante conhecido no meio médico e é promovido pelo Instituto Terzius, referência na área em todo o Brasil.

De acordo com o médico e presidente da Abramurgem Tocantins, Dr. Hugo Weysfield Mendes, o curso abrange aulas teóricas e práticas para que o profissional tenha cada vez mais preparo para lidar com situações críticas nas salas de emergências.

“A qualificação é para atender bebês, crianças e recém-nascidos e é essencialmente ministrado com foco na prática, na descoberta dos diferentes níveis de gravidade enfrentados nos hospitais”, informa Dr. Hugo.

O curso é destinado para médicos e alunos de Medicina, enfermeiros e alunos de enfermagem, traz discussões de casos e aborda situações de parada cardiopulmonar, bradicardia, taquiarritmias, trauma, cetoacidose diabética, sequência rápida de IOT, reanimação neonatal, intoxicações, febre, convulsão, crise hipertensiva, entre outros.

VEJA TAMBÉM
Ataídes atribui a governo estadual responsabilidade pelo aumento da violência no TO

O treinamento tem carga horária de 20 horas e concede aos aprovados um certificado e carteira emitidos pela American Heart Association com validade de dois anos.

As inscrições deverão ser feitas pelo site do Instituto Terzius: www.terzius.com.br

Informações: (63) 98504-5587, 99977-3211 ou 99957-2097

Instituto Terzius

O instituto é conduzido pelo Prof. Dr. Renato Giuseppe Giovanni Terzi, docente titular da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) durante 40 anos. O conhecimento adquirido e acumulado durante todos esses anos foram direcionados para cursos de pós-graduação.

Hoje, o Instituto Terzius é credenciado pela American Heart Association (AHA), que autoriza o curso de Suporte Avançado de Vida em Pediatria (PALS), e pelo American College of Surgeons (ACS).

A Pós-Graduação em Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatal, por exemplo, iniciada em 2009, já está a caminho da décima edição e já formou mais de 400 alunos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.