Da Redação JM Notícia

 

O pastor Silas Malafaia tem pedido a saída de Michel Temer da presidência da República e endossa o coro que pede novas eleições diretas sem que pessoas envolvidas nos esquemas de corrupção participem da disputa.

Criticado pelos usuários do Twitter sobre ter apoiado o senador Aécio Neves para as eleições de 2014, Malafaia precisou explicar que não apoia os atos corruptos do tucano que – por conta das denúnicas da JBS – foi afastado do seu cargo.

“Apoiei Aécio, Lula, Serra, Lindberg, Cunha… quando não existia nenhuma acusação contra eles. Não tenho corrupto de estimação”, declarou o pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Apoiar um candidato não significa que você irá concordar com seus atos, e é isso que o religioso precisou defender em seu microblog. “Não sou responsável pelas atitudes de meus filhos que são maiores, quem dirá de outros. Sou livre para apoiar e criticar quem eu quero. Sai fora!”

VEJA TAMBÉM
PT lança pré-candidatura de Paulo Mourão ao Governo do Estado

Famoso por comentar assuntos polêmicos da política, Silas Malafaia reforça suas opiniões e aproveita o momento para criticar quem está defendendo o ex-presidente Lula.

“Tem gente aqui se apoiar alguém que era honesto e se tornou corrupto, ou era corrupto e não sabia, vai continuar apoiando. Tem lógica isso? Não!”, completou o pastor.

Assim que as denúncias foram divulgadas pela imprensa, o religioso gravou um vídeo comentando o cenário político, se comparando com os acusados que tentam se defender diante de provas tão reais.

Ele também criticou os partidos de oposição que se colocaram contra o impeachment de Dilma, mas estão a favor da saída de Michel Temer. “Vocês não têm moral”, afirmou o pastor citando os deputados dos partidos PCdoB, PSOL, PT e Rede.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.