Da Redação JM notícia

Marcelo Lelis vai passar a integrar a executiva nacional do PV

O ex-deputado Marcelo Lelis deixou à presidência do Partido Verde no Tocantins. Quem assumiu a sigla nesta segunda-feira, 22, foi a vice-governadora Cláudia Lelis, durante reunião no Hotel Rio Sono.

Sob o comando do ex-deputado Marcelo Lelis, a sigla foi a que mais cresceu nas eleições de 2016, elegendo 12 prefeitos, 08 vice prefeitos e 59 vereadores no Tocantins.

PV em Ação

Após assumir o comando da sigla, Cláudia Lelis lançou o projeto PV em Ação, que irá dá suporte aos aliados da Sigla, eleitos e não eleitos nas últimas eleições, nas seis regiões do Estado.

O agora ex-presidente, Marcelo Lelis, comentou o assunto: “Foram seis eleições, saímos do zero para tudo o que temos hoje. Éramos poucos e hoje somos muitos”, disse, afirmando que “hoje o PV tem 12 prefeitos, 9 vice-prefeitos, 63 vereadores e mais de sem comissões no Estado”.

“Mergulhei de corpo e alma na construção do Partido Verde, com a nossa organização e de um jeito que ninguém tinha feito ainda no Estado, todas essas vitórias ocorreram porque houve um trabalho sólido e hoje temos lideres fortes em todo o estado, alem termos a segunda cadeira mais importante do Estado que é a da vice governadora”, afirmou.

VEJA TAMBÉM
Lélis reage a acusações de Raul contra Cláudia e fala em covardia: “ele se baseou em práticas que são comuns a ele”

Na oportunidade, Lelis afirmou que “agora quero pedir a vocês a lincenca do Partido, preciso me dedicar a outras atividades dentro da Executiva Nacional, mas vou estar interinamente a disposição dos companheiros”, disse.

“Vamos ajudar da melhor forma, mas hoje a Cláudia está muito mais envolvida com a política no Estado do que eu, tenho certeza que teremos muito sucesso nessa nova etapa, temos que brigar por mais espaço e é a Claudia que está la fazendo isso, essa é uma mudança natural, e que acontece para melhor, vamos fortalecer ainda mais o PV”, finalizou.

Desafios
Motivada com o novo desafio, a vice governadora Cláudia Lelis disse que “substituir o ex-presidente não será uma tarefa fácil, pois todos nós conhecemos o trabalho dele a frente do PV, mas coragem é o que não nos falta, vamos trabalhar para fortalecer ainda mais o nosso partido, vamos trabalhar juntos com todos os líderes do estado, vamos agregar e buscar novos filiados”, afirmou.

“Hoje eu recebo das mãos do nosso presidente do PV, uma das maiores missões na minha vida. Comandar o PV será um orgulho, uma honra para mim, que recebo essa missão bastante emocionada, das mãos deste homem que por mais de 15 anos está á frente do nosso partido verde”, pontuou em discurso.

VEJA TAMBÉM
TSE rejeita recurso e mantém Marcelo Lelis inelegível até 2020

“O PV está maior, mas jamais deixará de ser um partido que agrega gente que deseja a mudança, que busca a melhoria da população, que sonha com uma Capital, um Estado, e um País melhor para todos. Um partido com igualdade de direitos e deveres, que luta pela preservação ambiental, e que acima de tudo acredita n ser humano”, afirmou Cláudia Lelis.

“Essa é a nossa missão, esse é o nosso dever. Vamos trabalhar, vamos à luta. Contem comigo! Muito obrigada a todos”, finalizou.

Projeto
O projeto “PV em Ação” irá percorrer o Estado com a meta de fortalecer prefeitos eleitos pela Sigla nas últimas eleições e sua base aliada em todas as regiões do Estado.

Segundo detalhou o publicitário Arlénio Sampaio, que elaborou  o projeto, serão duas etapas, sendo que na primeira o trabalho será focado nos prefeitos eleitos pa Sigla no setinso de levantar as demandas e fornecer a governabilidade.

Na segunda, já com um aspecto mais político será feito um trabalho de fortalecimento das bases aliadas nas seis regiões do Estado, com a meta de agregar e fortalecer o partido para 2018.

COMPARTILHAR

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.