Da Redação JM Notícia

 

O responsável pelo atentado terrorista da última segunda (22) em Manchester, na Inglaterra, foi identificado como Salman Abedi, 22 anos, que era natural da Líbia, onde seus pais moram.

A mesquita onde Abedi frequentava se posicionou contra o terrorismo e reclamou do preconceito que estão sofrendo nesses últimos dias.

“Este ataque não tem lugar na nossa religião ou em nenhuma religião”, disse Fawzi Haffar, representante do Centro Islâmico de Manchester. “Estamos preocupados com relatos de ataques verbais e atos criminosos a mesquitas”, completou.

O Estado Islâmico assumiu a autoria dos atentados, mas os pais do jovem que agiu como homem-bomba no show de Ariana Grande afirmam que o menino “parecia normal” e não fazia parte do grupo terrorista.

“Nós não acreditamos em matar inocentes. Estes não somos nós”, disse Ramadan Abedi, pai do acusado.  Segundo ele, seu filho tinha a intenção de viajar em breve para a Arábia Saudita e então seguiria para a Líbia onde participaria do Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos.

VEJA TAMBÉM
Jovem cristão é agredido por muçulmanos na Autrália

Outro filho de Ramadan foi preso na terça-feira pelas autoridades do Reino Unido com suspeitas de estar envolvido no plano terrorista que deixou 22 mortos e 59 feridos.

A Inteligência britânica afirmou que Salman Abedi voltou de uma viagem a Líbia e Síria alguns dias antes do ataque na Manchester Arena. As autoridades trabalham com a hipótese de que o terrorista não tenha agido sozinho, pois o explosivo usado era de alto nível de sofisticação.

A polícia trabalha com a hipótese de uma rede de terroristas que estavam trabalhando para criar um grande caos em Manchester. As investigações estão em curso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.