Da Redação JM Notícia

 

Sula Miranda se converteu em 2003, quatro anos depois se divorciou e desde então não teve mais relações sexuais, por entender que o sexo deve acontecer apenas no casamento.

Ao longo desses dez anos, Sula até conheceu alguns homens que quiseram namorar com ela, mas eles não aceitavam a abstinência sexual estabelecida por ela. “Geralmente, depois de um mês, eles desistiam. No começo pensavam que eu estava fazendo ‘tipinho’, mas quando viam que era sério mesmo, desistiam”, disse ela à Revista Quem.

Mas depois de muito tempo, Sula conseguiu encontrar um homem com o mesmo ideal que não só aceitou, como respeita a opção dela. “De todos que eu conheci, ele foi o primeiro que topou e está durando”, revelou a cantora que começou a namorar no final do ano passado.

“Fomos tomar um café e a primeira coisa que eu falei foi: ‘Namoro comigo é beijo na boca e pegar na mão’. Imagina uma mulher de 53 anos falar isso para o cara! A maioria pensa que estou de sacanagem, mas ele não. Ele vive as mesmas coisas que eu, tem a mesma fé.”

VEJA TAMBÉM
Edir Macedo comenta morte de Marcelo Rezende e fala de vida eterna

A artista reclama, porém, da forma como as pessoas a tratam quando descobrem que ela decidiu deixar o sexo apenas para depois de estar casada. “Parece que eu sou uma extraterrestre, mas estou em uma posição correta segundo a minha religião”, disse.

Sula Miranda, a eterna Rainha dos Caminhoneiros, fala sobre a valorização da mulher. “Somos preciosas. Não é qualquer pessoa que pode tocar em você. Não vou me sujar. Vai fazer mal só pra mim se amanhã não der certo.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.