Da Redação JM Notícia

 

Entre os dias 14 e 17 de junho acontecerá no Riocentro o XI Congresso de Medicina e Espiritualidade (Mednesp) que terá como tema: “Ciência, Saúde e Espiritualidade: Construindo Práticas e Desenvolvedores Saberes”.

Entre os debates, serão apresentados diversos trabalhos científicos que comprovam que a religião tem influência na medicina. “Em todo o mundo, especialistas pesquisam sobre essa ligação da ciência com a fé”, diz o fisiatra Luiz Felipe Couto Guimarães, presidente do congresso.

Ao jornal O Globo, o médico comentou que há diversos estudos feitos através da física quântica e de ressonâncias magnéticas que garantem que há melhora no quadro clínico graças à religiosidade do paciente.

Fisiatra Luiz Felipe Couto Guimarães – Foto O Globo

“Santo Agostinho já dizia que a gente não entende os milagres porque os nossos estudos ainda são insuficientes”, declarou. “Tudo o que pode ter as mãos de Deus carece de uma explicação aparentemente lógica”, completa Guimarães.

Cerca de 3 mil profissionais da saúde estarão reunidos nesse evento, cada um com a sua própria crença e aprendendo a respeitar a espiritualidade de cada paciente.

VEJA TAMBÉM
Polícia Federal vai monitorar visita de líder iraniano

“Ciência, saúde e espiritualidade não podem andar separadas na medicina que praticamos no século XXI. É preciso entender, por exemplo, a relevância de uma palavra suave, que faz bem, e de uma grosseira, que reflete negativamente na saúde da pessoa”, completa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.