Da Redação JM Notícia

 

O áudio do pastor Dagnaldo falando sobre um grupo de muçulmanos que vieram ao Brasil para sondar o país para uma possível islamização tem sido distribuído em vários grupos do WhatsApp.

Dagnaldo, que já foi guia nas Pirâmides do Egito e chegou a ser preso por carregar uma Bíblia, conversou com o líder de um grupo de oito homens que estão no Maranhão, depois de passarem por Roraima.

O líder então confessou que eles pretendem passar por várias cidades até chegarem em São Paulo. O pastor os comparou com os espias hebreus que foram espiar a terra de Canaã.

“Meus irmãos, esse é um grupo de muçulmanos que chegaram ao Brasil por Roraima e vieram fazer um trabalho como fizeram Josué, Caleb e os dez espias“, declarou o pastor ao divulgar a foto dos homens.

O objetivo do grupo deixou o pastor preocupado, pois a intenção é tornar o Brasil um país muçulmano. “Eles estão fazendo todo o trajeto do Norte e vão seguindo para o sudeste até chegar em São Paulo, fazendo um trabalho de sondagem”.

Os homens vieram do Paquistão e são da vertente sunita, o maior ramo do Islã. O pastor Dagnaldo afirma que esses homens não representam perigo algum, que são comunicativos e sorridentes, e a função deles é apenas observar o povo brasileiro.

VEJA TAMBÉM
Aiatolá que prega a destruição de Israel já está no Brasil

Esses oito muçulmanos já passaram também pelo Amazonas e foram destaque na imprensa local. Na época, um empresário muçulmano chegou a explicar que eles são missionários e que visitam apenas as comunidades muçulmanas já existentes.

“São pessoas pacíficas, que apenas estão fazendo trabalho de divulgação da fé”, garantiu empresário Mahmoud Mouas em entrevista ao site “Em Tempo”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.