Da  Redação JM Notícia

 

Nesta terça-feira (13) os comerciantes da região Norte de Palmas se reuniram com o vereador Diogo Fernandes (PSD) para criarem uma associação que irá contribuir com a efetivação da Avenida Palmas Brasil Norte.

O Projeto de Lei 004/22/17, de autoria de Diogo Fernandes (PSD), que tramita na Câmara Municipal de Palmas, prevê a alteração do nome Avenida Leste Oeste (LO 14), que compreende as quadras 404, 504, 406 e 506 Norte, para Avenida Palmas Brasil Norte.  Para o vereador, essa mudança irá criar “um polo comercial, com a finalidade de fortalecer o comércio da região”.

O vereador pode explicar que as primeiras medidas serão a duplicação da avenida LO 14, troca de iluminação e adequação dos estacionamentos, abrindo bolsões.

As mudanças têm como objetivo fortalecer a iniciativa privada. “Incentivar o empreendedorismo, avalio como a única alternativa para sairmos da dependência do setor público (prefeitura e Estado), principal empregador de Palmas”, declarou o vereador Diogo Fernandes.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Kariello Coelho, há interesse no Executivo municipal de respaldar o PL apresentando por Diogo Fernandes. “Acreditamos que o projeto do vereador será aprovado na Câmara e tem o apoio do prefeito Carlos Amastha, pois trata-se de uma ação de interesse coletivo”, declarou.

VEJA TAMBÉM
Márlon Reis receberá manifestação de apoio por pré-candidatura ao governo do Tocantins

Com a criação de uma associação, os comerciantes poderão fortalecer o projeto e assim conseguirão se beneficiar com as mudanças que acontecerão.

 

Comerciantes aprovam projeto de lei

A iniciativa de criar um polo comercial foi recebida com agrado pelos comerciantes da região.

Para Gilvan Vatz Vicente, dono de um estabelecimento na quadra 504 norte, a iniciativa é excelente. “Excelente iniciativa, vai fomentar o comércio da região”, declarou ele.

A empresária Solange Alvarenga, do ramo de material de construção, destaca a importância do projeto. “Vai gerar mais emprego naquela região, onde cerca de 100 comerciantes estão contribuindo com a economia de Palmas”, declara.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.