Da Redação JM Notícia

 

No começo de junho a Igreja Metodista Unida do Norte de Illinois, Estados Unidos, consagrou o primeiro transgênero não binário como diácono provisório.

M Barclay trabalha como diretor de comunicação para a rede de Ministérios de Reconciliação do grupo da Igreja Metodista Unida que defende a inclusão de pessoas LGBT “em todos os aspectos da vida da igreja”.

A IMU (UMC-sigla em inglês) já ordenou transgêneros anteriormente, porém eram pessoas que não se identificavam com o sexo que nasceram e assumiram a identidade do sexo oposto.

O caso de Barclay é inédito por ser um caso de transgênero não binário, ou seja, não se identifica nem como homem, nem como mulher.

Com “o gênero neutro” esse grupo tenta afastar suas identidades do que seria o sexo feminino ou masculino. Eles são chamados de “genderqueer”, mas preferem o termo “não binário”.

Para fugir do “ele” ou “ela”, os transgêneros não binários se tratam como “eles”, no plural.

Ciente disso, a bispa que ordenou Barclay pediu para que o Espirito Santo fosse derramado “sobre eles”. “Derrame o seu Espírito Santo sobre M. Envie-lhes agora para proclamar as boas novas de Jesus Cristo, para anunciar o reino de Deus e equipar a igreja para o ministério”, declarou a bispa segundo informações do The Washington Post.

VEJA TAMBÉM
Microfone é cortado após menina mórmon revelar que é gay na igreja

A bispa Sally Dyck comemorou a ordenação de Barclay e afirmou que seu desejo é ver a inclusão completa do dos membros do LGBTQ na igreja.

“Enquanto a jornada de M durante os últimos anos incluiu identidade de gênero, todos aqueles que foram comissionados ou ordenados no domingo estiveram em algum tipo de jornada que os trouxe para novos lugares de fé, vida e relacionamentos”, disse Dyck. “Da mesma forma, espero que a igreja se encontre em um novo lugar no futuro próximo quando se trata de uma inclusão completa”.

A Igreja Metodista Unida de Illinois tem se colocado contra a posição da Igreja Metodista Unida nessa questão de ordenação de pessoas LGBT para o clero. A denominação, assim como outras igrejas, estão se dividindo em relação a participação desse grupo no clero.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.