Da Redação JM Notícia

 

A igreja Assembleia de Deus no Amapá está completando 100 anos de trabalho e como homenagem o governador do Amapá, Waldez Góes, decretou ponto facultativo na terça-feira (27) aos funcionários de órgãos públicos.

Para celebrar o centenário, a denominação organizou diversos eventos que ocorrem entre os dias 24 e 28 de julho, como vigília, cultos e shows. O primeiro deles foi uma caminhada na orla de Macapá, evento que aconteceu no sábado marcando o início das celebrações.

Ao falar sobre essas festividades, o vice-presidente da Assembleia de Deus e coordenador da programação, pastor Iaci Pelaes, destacou o papel da igreja no estado e frisou a quantidade de membros da Assembleia de Deus.

Vigílias, sessões solenes e cultos especiais marcarão o centenário da denominação no Amapá

“Cerca de 180 mil pessoas congregam em Assembleias de Deus de todo o estado do Amapá. Isso mostra o quanto estamos fortes. A formação religiosa é importante para a vida dessas pessoas”.

Segundo ele, as festividades começaram a ser planejadas há mais de um ano e custaram R$ 1.981.992,00. Além de Macapá, outros municípios do Estado também tiveram festividades.

VEJA TAMBÉM
Pastores excêntricos da África estão chamando atenção nas redes sociais

Nesta segunda-feira (26) uma sessão solene aconteceu na Câmara Municipal de Macapá para celebrar o centenário da Assembleia de Deus no Estado. Na terça-feira (27) a sessão solene será na  Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

Ainda na terça acontece no Sambódromo o início dos cultos que acontecerão nos dias 27 e 28 com a participação especial do pastor Geziel Gomes, dos Estados Unidos, pastor Hidekazu Takayama, do Paraná, cantor Marquinho Gomes, do Rio de Janeiro, e a cantora amapaense Joelma di Sousa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.