Da Redação JM Notícia

 

Uma escola infantil cristã na Suécia está impedida de ensinar os alunos a orarem antes das refeições e de oferecer classes bíblicas por conta de uma lei.

Localizada em Umea, a escola administrada pela igreja Exército da Salvação está sendo atingida pela “Lei de Educação” do país que proíbe as instituições de ensino de incorporar “elementos confessionais” durante o horário das aulas, além de permitir que as crianças não participem de atividades religiosas.

Por conta desta lei, a escola infantil foi acusada de não oferecer aos alunos a escolha de participar ou não das atividades consideradas religiosas.

Para a diretora da instituição, Britt Marie Mårtensson, de fato a Lei de Educação permite várias interpretações, mas na sua visão dar graças a Deus pelos alimentos não deve ser interpretado como um elemento confessional dentro do período de aula.

“Como uma atividade confessional, acreditávamos que fazer uma oração era algo agradável antes das refeições”, revela. “Nossa interpretação da lei difere da do município”, declarou a diretora.

VEJA TAMBÉM
Escola cristã no Canadá é impedida de ensinar a Bíblia, livro foi considerado "homofóbico"

Os professores da escola também ficaram confusos com a decisão de suspender as orações que faziam parte da rotina diária dos alunos. Para não serem penalizados, os professores ensinam as crianças a agradecerem pelo sol, pela chuva ou qualquer outro motivo de suas escolhas, mas não tocam no nome de Deus. Com informações Christian Headlines.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.