Da Redação JM Notícia

 

O pastor e cantor Silvio Maia tem um jeito diferente de ministrar nas igrejas onde prega: imitando o astro pop Michael Jackson.

As coreografias do cantor americano, falecido em 2009, fazem parte da performance que o pastor evangélico apresenta nos cultos que se tornam verdadeiros shows.

Mas se tornar o “pastor Michael Jackson” não estava nos seus planos. “Durante uma apresentação em uma igreja, entrei no palco para cantar uma música que compus, “Dia de alegria”, fui fazer um passo e o sapato voou. Três dias depois, Michael morreu. Alguém gravou e postou o vídeo assim: ‘Michael não morreu, virou crente'”, disse o pastor.

Aliás, Silvio Maia não é chamado de pastor Michael Jackson, não fora das redes sociais onde o vídeo de sua coreografia faz muito sucesso.

Mas esse sucesso trazido pela internet fez para ele que agora está juntando dinheiro para gravar seu primeiro CD. “Recebi um telefonema perguntando se eu era o Pastor Michael Jackson. Acabei convidado para cantar em mais de 40 igrejas. Consegui reformar minha casa e comprar um carro para a minha esposa”, diz ele ao jornal Extra.

VEJA TAMBÉM
O caráter do pastor e o pastor de caráter

 

Dança e religião

Silvio revelou ao jornal que a dança e a religião foram importantes para que ele superasse a morte de seus pais. “Deus é alegria. E Ele fez essa maravilha na minha vida, no momento em que mais precisava”, declarou ele.

Fã de Michael Jackson, ele uniu duas coisas em uma só e hoje é a marca de seu ministério. “Precisava fazer algo. Já era fã do Michael, e sempre achei que Jesus era fonte de alegria. Por que não juntar as duas coisas?”, questiona.

Na sua própria casa ele conseguiu a resposta do que seria seu maior diferencial. “Uma vez, dançando em casa, usei passos do Michael em uma música que tinha composto, ‘Dia de alegria’, e o famoso gritinho, ‘Au!’. Meu filho adorou, e eu percebi que poderia dar certo”.

O pastor Silvio tem se apresentado em várias igrejas do Rio de Janeiro e também em outros estados, mas além de se apresentar ele pastorei uma igreja em Campo Grande, na zona norte do Rio.

VEJA TAMBÉM
Transferência de pastor da Ciadseta deixa igreja e sociedade inconformadas em Ananás

 

Assista:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.