Da Redação JM Notícia

 

O bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, iniciou seu ministério pregando em um coreto localizado no Jardim do Méier, na zona Norte do Rio de Janeiro. Um vereador ligado à denominação, João Mendes de Jesus (PRB), quer tombar o coreto através de um projeto de lei.

Na justificativa, o parlamentar citou interesse “cultural, histórico, religioso, social e turístico” no local e ainda reproduziu trechos da letra de “Segura na Mão de Deus”. “As sementes da fé (…) como as pregações simples realizadas ali pelo jovem Macedo mudaram a vida das pessoas”, declarou o vereador.

Na década de 1970, Edir Macedo ia até o coreto e ali falava da palavra de Deus a quem estivesse passando pela praça. “Tudo começou em um coreto no subúrbio do Rio de Janeiro. Com teclado, microfone e uma bíblia, o então pastor Edir Macedo Bezerra ia todos os sábados ao bairro do Méier. Subia os sete degraus do coreto e pregava para poucos. Eram os primeiros passos da Igreja Universal”, diz o texto do vereador.

VEJA TAMBÉM
Netflix vai exibir cinebiografia do bispo Edir Macedo

Tombar o coreto seria uma homenagem a Edir Macedo e aos 40 anos de Igreja Universal. Porém o coreto já é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) que em 1985 decidiu tombar o espaço por considerá-lo de importância cultural.

Foi neste coreto que Edir Macedo iniciou seu ministério – Reprodução Acervo Inepac/Pedro Oswaldo Cruz

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.