Da Redação JM Notícia

 

O site do ministério Portas Abertas divulgou a história de um pastor que vive no Iraque e que foi salvo de um atentado terrorista de forma milagrosa. Identificado como Joseph, o homem foi atacado por terroristas que colocaram explosivos em seu carro.

O veículo explodiu e imediatamente se incendiou, segundo relatos do pastor. “Eu fiquei totalmente confuso e não conseguia enxergar bem”, declarou.

Ainda dentro do carro, Joseph ouviu uma mulher gritar para que o socorressem. Ela dizia: “Este homem está morrendo!” E foi então que ele buscou forças para tentar sair do carro e conseguiu ainda que o veículo estivesse em chamas.

“Cada parte do meu carro foi destruída e danificada, menos o lugar do motorista”, declarou. “Eu não tinha arranhões. O carro estava em chama, mas eu não me queimei. Eu encontrei pedaços de vidro no meu cabelo e quatro partes da bomba no lenço que eu usava no pescoço. Como se um lenço pudesse parar uma bomba… Nada me tocou, eu não perdi sequer uma gota de sangue”, testemunhou Joseph.

VEJA TAMBÉM
Violência aumenta e cristãos ficam no meio do fogo cruzado

Esse milagre é surpreendente e o pastor não tem dúvidas de que foi a mãe de Deus que o protegeu da morte. “Deus me deu um tempo adicional. Ele colocou Sua marca no meu ministério. Ele disse: ‘Vá em frente’. Deus me incentivou naquele dia”.

O milagre aconteceu anos antes do Iraque ser tomado por extremistas do Estado Islâmico e até hoje ele vive no Iraque e realiza a obra missionária, vendo até mesmo soldados terroristas terem um encontro com Jesus. “Quando me perguntam por que eu continuo com a minha família em Bagdá, conto esta história”, diz.

Mesmo com a violência e todas as dificuldades que um país em guerra enfrenta, o pastor e sua família não pensam em deixar o Iraque e continuam pregando o Evangelho e ajudando os novos convertidos.

“Nós vemos que todos estão buscando paz, amor e esperança. Nós, como igreja, estamos compartilhando a fonte dessas coisas. Quando eles nos ouvem falar sobre isso, eles escutam”, declarou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.