Da Redação JM Notícia

 

Foi publicado no Diário Oficial do Tocantins desta sexta-feira, 07, o aviso de licitação para a escolha da empresa responsável pela realização das três primeiras etapas do concurso da Polícia Militar do Tocantins (PM).

A partir desta publicação, as empresas interessadas que estiverem de acordo com as normas do aviso podem apresentar suas propostas e serem submetidas aos trâmites legais de licitação, dentro dos prazos estabelecidos.

O concurso da Polícia Militar do Tocantins (PM) vai oferecer 1.040 vagas, sendo 1.000 vagas para o Curso de Formação de Soldados (CFSD), divididas em 900 vagas para o sexo masculino e 100 para o sexo feminino. Além de 40 vagas para o Curso de Formação de Oficiais (CFO), sendo 36 vagas destinadas ao sexo masculino e quatro para o sexo feminino.

A empresa que for escolhida nessa licitação ficará responsável pelas seguintes etapas do certame: 1ª Etapa – Inscrição, elaboração e aplicação da etapa intelectual; 2ª Etapa – Avaliação de Capacidade Física; 3ª Etapa – Avaliação Psicológica.

VEJA TAMBÉM
Aécio conclama PSDB do Tocantins para atuar nas bases em 'momento decisivo do país'

Para tanto, é necessário que as empresas interessadas tenham todos os requisitos para realizar essas etapas, sob a supervisão e acompanhamento da PM do Tocantins, garantindo, assim, total lisura e transparência na realização do concurso.

“Todas as ações referentes ao concurso da PM estão sendo feitas de forma estudada, respeitando a previsão orçamentária e os trâmites legais. Com a escolha da empresa o próximo passo é a elaboração e divulgação do tão aguardado edital do concurso da PM”, declarou o comandante geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Glauber de Oliveira Santos.

O coronel aproveitou o momento para incentivar os tocantinenses interessados em entrar para a PM. “Sabemos que esse edital é esperado por muitos candidatos, que, em sua maioria, sonham em fazer parte desta tão honrosa corporação. Continuem estudando e se preparando”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.