Da Redação JM Notícia

 

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) precisou emitir uma nota para desmentir sites de notícias falsas que dão como certo que o bispo Edir Macedo seria a favor do casamento gay e que teria criticado os pastores que se opõem à causa.

“Os jornalistas que produziram e reproduziram a mentira tivessem ouvido a gravação – o que, certamente, não fizeram -, perceberiam que o Bispo não levantava uma bandeira contra o homossexualismo, o que é completamente diferente de afirmar que, em sua fala, apoiava o casamento ou a união homoafetiva”, diz a nota da igreja.

O texto postado naquele ano diz que a Igreja Universal não impede os homossexuais de frequentarem seus cultos, mas que não concorda com a prática. “Deus não quer nada imposto. E nós na Igreja Universal não impomos nada a ninguém. (…) Há muitos crentes, pastores e igrejas levantando uma bandeira contra o movimento gay, contra o casamento de homossexuais. Eu pergunto: Jesus faria isso se estivesse vivendo no nosso tempo?”, pontou Edir Macedo.

VEJA TAMBÉM
Entidades cristãs se manifestam contra o casamento gay no Panamá

Em uma entrevista dada ao portal UOL, o líder da denominação que acaba de completar 40 anos declara: “A Universal sempre aceitou e aceita todos os homossexuais, como acolhe qualquer ser humano do jeito que ele é. Nossa missão é pregar o Evangelho a toda criatura. Porém tanto o Velho quanto o Novo Testamento condenam essas práticas”, declarou.

Ao final ele ainda disse: “Entretanto, o Senhor Jesus não veio para condenar, mas para salvar. Cremos que o Senhor Jesus deu um excelente exemplo de mensagem para todos os pecadores: Não incriminou ninguém, exceto os religiosos hipócritas”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.