Da Redação JM Notícia

 

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) precisou emitir uma nota para desmentir sites de notícias falsas que dão como certo que o bispo Edir Macedo seria a favor do casamento gay e que teria criticado os pastores que se opõem à causa.

“Os jornalistas que produziram e reproduziram a mentira tivessem ouvido a gravação – o que, certamente, não fizeram -, perceberiam que o Bispo não levantava uma bandeira contra o homossexualismo, o que é completamente diferente de afirmar que, em sua fala, apoiava o casamento ou a união homoafetiva”, diz a nota da igreja.

O texto postado naquele ano diz que a Igreja Universal não impede os homossexuais de frequentarem seus cultos, mas que não concorda com a prática. “Deus não quer nada imposto. E nós na Igreja Universal não impomos nada a ninguém. (…) Há muitos crentes, pastores e igrejas levantando uma bandeira contra o movimento gay, contra o casamento de homossexuais. Eu pergunto: Jesus faria isso se estivesse vivendo no nosso tempo?”, pontou Edir Macedo.

VEJA TAMBÉM
Valdemiro Santiago vence Edir Macedo em disputa por espaço na TV

Em uma entrevista dada ao portal UOL, o líder da denominação que acaba de completar 40 anos declara: “A Universal sempre aceitou e aceita todos os homossexuais, como acolhe qualquer ser humano do jeito que ele é. Nossa missão é pregar o Evangelho a toda criatura. Porém tanto o Velho quanto o Novo Testamento condenam essas práticas”, declarou.

Ao final ele ainda disse: “Entretanto, o Senhor Jesus não veio para condenar, mas para salvar. Cremos que o Senhor Jesus deu um excelente exemplo de mensagem para todos os pecadores: Não incriminou ninguém, exceto os religiosos hipócritas”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.