Da Redação JM Notícia

 

Pelo Facebook e também pelo WhatsApp muitas pessoas compartilharam a informação de que o juiz Sérgio Moro teria se debruçado sobre a Bíblia após condenar o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva a 9 anos e meio de prisão.

Porém, a notícia é falsa, postada por um site conhecido por plantar notícias para ganhar cliques. Foi o mesmo site que divulgou que, quando jovem, Moro distribuía cobertores nas noites geladas de Curitiba para acabar com o frio de moradores de rua.

A nota divulgada após a condenação de Lula dizia que a foto foi tirada por uma equipe da BBC Brasil que flagrou o juiz debruçado no Livro Sagrado dos cristãos por mais de 40 minutos. Contudo, a imagem foi  clicada pelo fotógrafo Lula Marques, da agência de fotos do PT, durante uma participação do juiz federal em um debate sobre o Código de Processo Penal na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), em março deste ano.

Ao contrário do que parece, Moro não está com a cabeça em um exemplar da Bíblia, mas sim procurando uma tomada abaixo da bancada para abastecer um celular ou um computador.

VEJA TAMBÉM
Evangélicos preferem votar em Jair Bolsonaro e Marina Silva, aponta pesquisa Datafolha

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.