Da Redação JM Notícia

 

O programa The Noite da última sexta-feira (14) contou com a participação de Fernanda Brum, cantora e pastora evangélica que pode falar sobre seu ministério além da música.

Conhecida nacionalmente por ser uma das principais representantes do gospel nacional, Fernanda é pastora e mantém o ministério Profetizando as Mulheres que resgata o chamado feminino ministerial.

A cantora pode falar um pouco sobre este trabalho e mostrar a importância das mulheres no ministério, lembrando que Jesus escolheu uma mulher para espalhar a notícia sobre a ressurreição.

A cantora falou sobre seu ministério pastoral e seu envolvimento com missões

Fernanda Brum também pode falar sobre seus trabalhos com missão, citando a perseguição religiosa no mundo, como as igrejas underground que funcionam em subsolos para impedir que as autoridades descubram que há cristãos se reunindo ali.

África, Ásia e o Oriente Médio são as regiões onde há mais perseguição aos cristãos. Fernanda Brum e o apresentador Danilo Gentili falaram de alguns motivos para essas perseguições como religiões extremistas e governos comunistas autoritários como o da China e da Coreia do Norte.

VEJA TAMBÉM
Nãna Shara lança o clipe “Deus Vai Realizar Meus Sonhos”

“Há mais cristãos martirizados hoje no planeta que no tempo dos discípulos. Em alguns países da África você não pode cantar uma canção evangélica”, disse ela lembrando a história de Helen Berhane, da Eritreia, que foi presa em contêiner por 2 anos por ter gravado um CD evangélico.

Assista:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.