Da Redação JM Notícia

 

O pastor Eduardo Reis ministrou sobre a relação entre tomar ceia e ser arrebatado e o vídeo dessa pregação estão sendo compartilhado nas redes sociais.

O religioso diz que pode provar que quem não participar da ceia será deixado para trás quando acontecer o arrebatamento. “Eu te provo por A + B, de trás para frente, de frente para trás. Porque se alguém que não ceia for arrebatado, quebrou toda doutrina da Bíblia”, afirma o pastor.

Apesar de fazer sucesso nas redes nesta semana, o vídeo é de uma pregação de 2015, quando Eduardo Reis esteve na Conferência de Inteligência Bíblica, realizada pela Comunidade da Fé.

Para explicar sua afirmação, o pastor usa as passagens do Velho Testamento e faz uma comparação entre o sacrifício de Jesus e os rituais de sacrifícios feitos pelos hebreus. “Deus deu o holocausto, Deus deu o sacrifício (…) Deus matou um cordeiro por você, como sacrifício do pecado. Só não te entregou”, afirmou o pastor.

Completando seu raciocínio, Eduardo Reis declarou que é preciso oferecer manjares para anunciar que há um sacrifício. “Quando eu ofereço um holocausto, eu anuncio os manjares; quando eu ofereço os manjares, anuncio o sacrifício. Por isso que ele diz ‘fazei isso em memória de mim até que eu venha’. Não é pra você ficar lembrando da morte, ficar chorando, não é para isso. É para você fazer isso lembrando que um sacrifício vai ser entregue”, declarou.

VEJA TAMBÉM
Filme "Deixados para Trás - A Nova Geração" chega em DVD

Como cear é relembrar a morte e ressurreição de Jesus, o ato seria um passaporte para o arrebatamento. “Qual é o dia da entrega do cordeiro? As bodas. Nas bodas, diz o texto, ‘nós assentaremos, e Deus nos entregará o cordeiro do sacrifício’. Quem não ceia, não pode ser arrebatado. […] Para que você vá para mesa do cordeiro para receber o sacrifício, você precisa oferecer manjares”, diz.

Assista:

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.