Não me causa nenhum espanto ouvir sobre corrupção, violência, desonestidade ou  qualquer outro assunto relacionado à podridão moral, espiritual, econômico ou social que envolva o Brasil. O mundo jaz no maligno, e isso explica tudo.

Dia desses, encontrei um pastor muito assustado com tudo o que vem acontecendo no Brasil. E com razão. Depois que ele me expôs seus motivos para tanta preocupação, eu lhe falei: Não sou profeta nem filho de profeta, mas calma, isso é só o princípio das dores; vem mais coisa por aí, pode esperar. O pastor só coçou a cabeça.

Após nossa conversa fui para casa refletir sobre o que eu disse, procurando entender um pouco mais sobre esse jogo de xadrez espiritual em que o nosso País está completamente perdido. Não sei se consegui consolar aquele amigo, mas refresquei-lhe a memória ao dizer a ele que, tudo que está acontecendo, é sintomático ao que a Palavra de Deus diz.

José Alberto Rocha Carvalho
É bacharel em Teologia-Recife, bacharel em Comunicação-RJ, pós-graduado em Educação-UnB, psicanalista-RJ e pastor Batista. Mora em Araguaína.
E-mail: alberocha1@hotmail.com

Mas, será se ainda tem jeito para o Brasil?  Há saída ou o Diabo deu o xeque-mate final? Será se o jogo acabou e todos já podem ir para casa para esperar  a sentença final? Acho que não. Ainda há chances reais de virar o jogo. Como?  Morrendo na cruz. Vou explicar resumidamente.

VEJA TAMBÉM
Teólogo diz que há "Pastores Lobos" que vendem seus púlpitos em trocas do favor do rei

É assim: dentro de nós tem um bandido, um mentiroso, um corrupto, tudo resultado  da natureza caída. E para mudar essa realidade, precisamos morrer. Jesus é o único habilitado a matar um pecador e ressuscitá-lo para uma nova vida. Quando Jesus mata o pecador na cruz, a velha natureza da pessoa também fica pregada na cruz. Quando uma pessoa transformada vive pregada na cruz, não é ela quem vive mais, mas é cristo quem vive nela e tudo muda. Quando uma pessoa transformada resolve sair da cruz, ela apodrece e ajuda a apodrecer sua família, a vizinhança, seu bairro, sua cidade, seu País…

Então, só existe uma saída para o Brasil deixar de ser podre: beber o soro da verdade e morrer na cruz. “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”, disse Jesus. Mas, para que o Brasil conheça a verdade é necessária a volta da pregação genuína do evangelho, pois a pregação verdadeira é o condutor da mensagem de Cristo. A fé vem pelo ouvir a palavra de Cristo.

O salvo é o condutor da palavra do Cristo vivo. E o Espírito Santo, através da mensagem de Deus, é quem despertar a fé da pessoa, produz confissão de pecados, traz salvação, que resulta em mudança de comportamento para todo aquele que crer. O Brasil só deixará de ser podre quando morrer completamente aos pés da cruz de Cristo. Mas, para isso, o crente precisa retomar a consciência de que é luz e sal da terra. Caso contrário, continuaremos a bater palmas para um Brasil que se afunda cada vez mais na podridão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.