Da Redação JM Notícia

 

A Polícia Civil confirmou no final da tarde deste sábado  (29) que o corpo encontrado em uma chácara há 15 km de Araguaína é o corpo do advogado Danilo Sandes Pereira, desaparecido há cinco dias.

O corpo foi encontrado embaixo de uma árvore, apenas de cueca, por estar em um estado avançado de decomposição, foi necessário fazer o exame de dactiloscopia onde foi comprovado a identidade do advogado de 30 anos.

A polícia suspeita que o crime tenha ligação com casos jurídicos em que o profissional estava envolvido. A OAB-TO enviou uma nota lamentando a morte de Danilo.

“Em clima de pesar, a OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins) e OAB em Araguaína esperam uma apuração rigorosa das autoridades para que o caso seja elucidado e o responsável (ou responsáveis) preso (os)”, diz nota da entidade.

Atuante nos trabalhos de buscas por Danilo Sandes desde o início da comunicação do desaparecimento, o presidente da OAB Araguaína, José Quezado, disse estar profundamente triste com a confirmação da tragédia. “Hoje é um dia de tristeza para toda nossa categoria. Jovem, Danilo Sandes tinha uma carreira pela frente que foi cruelmente interrompida”, frisou Quezado.

VEJA TAMBÉM
Secretário de transportes de São Valério é preso por crime eleitoral

O velório e o enterro de Danilo Sandes vão ocorrer no cemitério Jardim das Paineiras, em Araguaína. O horário ainda não foi definido. A OAB-TO decretou luto oficial de três dias.

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.