Da Redação JM Notícia

 

Nesta terça-feira (1º) os servidores públicos do Estado do Tocantins voltaram a trabalhar oito horas por dia, encerrando assim a jornada de seis horas diárias que se iniciou em 21 de novembro do ano passado.

A redução da jornada tinha como objetivo a contenção de despesas, inclusive com os gastos com energia elétrica. “A redução da jornada gerou economia de água, luz e material de expediente, no entanto o equilíbrio das contas públicas vai além dessa redução, exigindo que o atendimento volte a ser de 8 horas diárias para o bom funcionamento da máquina pública”, diz um levantamento do Estado.

Ao voltar com a rotina de oito horas de trabalho, o governo tenta equilibrar os trabalhos que estão devastados com as demissões dos servidores temporários e comissionados.

As demissões começaram no 7 de julho 518 funcionários temporários foram dispensados. Esses contratos atendiam diversas áreas, como a enfermagem, educação básica, área administrativa, manutenção de prédios e análise de inspeção e área administrativa.

Em 19 de julho mais 172 contratos temporários foram extintos pelo governo do Estado, dessa vez foram médicos, professores, técnicos em diversas áreas, enfermeiros, farmacêuticos, auxiliares de serviços gerais, fiscais e agentes administrativos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.