Vereador Lúcio Campelo – Foto: Lourenço Bonifácio T1 Noticias

O vereador Lúcio Campelo (PR) lamentou o tumultuo ocorrido nesta terça-feira, 08, durante reunião com os comerciantes da Avenida Tocantins, onde na oportunidade,  o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Emprego, Kariello Coelho representava o subprefeito Adir Gentil, com finalidade de apresentar e esclarecer o polêmico projeto do Shopping a Céu Aberto.

De acordo com Lúcio Campelo, foi presenciada uma situação constrangedora por parte de Kariello Coelho e desrespeito com a população:

 “ontem presenciamos uma situação constrangedora. A prefeitura se propôs a conversar com os empresários da Avenida Tocantins e o Secretário com sua equipe, em função de um desentendimento com um empresário decidiu não dar continuidade à reunião. A sociedade de Taquaralto e a Gestão perderam com isso. Deixaram passar um momento para discutir as melhorias para aquela via”, relatou.

Lúcio ressaltou que pela ausência do subprefeito à reunião, por motivos políticos pode-se entender que os interesses da população não são importantes. “O gestor precisa ouvir e respeitar o povo e ontem não vimos isso. É de extrema importância debater e discutir o projeto com o povo”, afirmou.

VEJA TAMBÉM
Andrino critica Jair Bolsonaro e afirma que ele é o maior defensor da pena de morte no país

Andrino contesta

O vereador Tiago Andrino (PSB), usou a fala durante a sessão ordinária para sair em defesa do secretário Kariello Coelho:

O secretário Kariello é ex-presidente da Acipa, cuidou com afinco da questão dos quiosques, trabalhadores individuais, do setor industrial. O trabalho dele é excepcional, e tem uma postura republicana.

Para Andrino, o tumulto na reunião foi premeditado e a postura de alguns presentes demonstrou desrespeito com os comerciantes que estavam buscando o diálogo, e com a prefeitura que buscava ter a chance de prestar esclarecimentos aos interessados.

Ainda de acordo com Andrino,  a reunião que foi convocada, com os técnicos no Shopping a Céu Aberto, não aconteceu porque manifestantes impediram a discussão. “Eu vim do movimento social e sei muito bem como se faz para implodir uma reunião. E o que eu vi ali foi isso. Acredito que devamos escolher um novo local, mais amplo, e tentar, mais uma vez, buscar o diálogo. disse Andrino.

Comerciantes na justiça 

Os empresários de Taquaralto, região sul de Palmas, estão contra o projeto do Shopping a Céu Aberto proposta pelo prefeito Amastha e que deve custar R$ 17 milhões aos cofres públicos. Alguns parlamentares já realizaram em reunião com os comerciantes da Avenida Tocantins, entre eles o deputado Wanderlei Barbosa (SD), os vereadores Léo Barbosa (SD), Milton Neris (PP), Vandim da Cerâmica (PSDC) e Lúcio Campelo (PR) que puderam conhecer de perto o descontentamento dos empresários com o projeto

VEJA TAMBÉM
Neris questiona a falta de respeito da Prefeitura com Câmara ao alterar nome da ETI sem passar por votação

“Na verdade, não tem projeto é um desenho, um layout. Teve várias modificações, mas não ouviu a população, os empresários e isso está trazendo vários questionamentos”, disse o vereador Milton Neris.

Outra crítica dos comerciantes é a falta de licença ambiental no projeto da prefeitura. Algumas árvores já estão sendo cortadas sem autorização, outras estão morrendo pela falta de cuidados. Fora isso, retiraram também os acessos para escoamento artificial de água, pontos importantes que impediam o alagamento das vias em dias chuvosos, o que pode resultar em enchentes em um futuro próximo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.