Da Redação JM Notícia

O Senado Federal investigará casos de negligência, violência e abuso contra crianças e adolescentes através da CPI dos Maus-tratos que foi instalada nesta quarta-feira (9).

O idealizador da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) é o senador Magno Malta (PR-ES) que foi eleito como presidente da comissão por unanimidade. O relator será o senador José Medeiros (PSD-MT) e a vice-presidência ficará com a senadora Simone Tebet (PMDB-MS).

A CPI senador José Medeiros (PSD-MT). A vice-presidência ficará com a senadora Simone Tebet (PMDB-MS). Entre os casos tratados serão: abandono e negligência em abrigos ou em casa, trabalho infantil, violência física, abusos psicológicos e sexuais e incentivos à automutilação e ao suicídio.

“Os maus-tratos infantis se aceleraram. Hoje a internet, que avança e cresce todos os dias, tornou o crime mais presente. Há adultos, nas redes sociais e em aplicativos, ensinando crianças a praticar a autodestruição”, declarou Magno Malta.

Durante a sessão inaugural, foram provados diversos requerimentos convidando autoridades e especialistas para audiências públicas. Entre os convidados estão representantes de ministérios e outros órgãos federais, de entidades da sociedade civil, de conselhos profissionais e de empresas atuantes na área da internet.

VEJA TAMBÉM
Cristãos criam força-tarefa para combater ideologia de gênero nas escolas

Segundo o site do Senado, a CPI funcionará, inicialmente, até fevereiro de 2018, podendo, posteriormente, ter o seu funcionamento prorrogado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.